Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17830
Title: Anúncios de escravos: traços de mudanças e permanências de tradições discursivas nos jornais do Recife
Authors: BASTOS, Ana Karine Pereira de Holanda
Keywords: Anúncios de escravos;Anúncios de procurados;Imprensa;Semicultos;Tradição Discursiva;Slaves ads;Wanted fugitives ads;Press;Semicultos (Half-literate);Discourse tradition
Issue Date: 25-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Esta investigação tem como objetivo central analisar as tradições discursivas (TDs), dos anúncios de fuga de escravos dos jornais do Recife, do século XIX, e compará-las com as dos anúncios de procurados da atualidade, identificando os elementos constitutivos de ambos os gêneros, a fim de estabelecer um elo entre inovação e conservação de TDs entre os textos. Os critérios definidores da historicidade e tradicionalidade dos textos residem na repetição e evocação de expressões que adquirem valor de signos próprios, princípios que fundamentam a noção de TD. O arcabouço teórico está ancorado nos pressupostos das TDs, a partir das considerações de Coseriu (1979, 1980), Schlieben-Langue (1983), Koch (1997, 2008), Oesterreicher (1994, 1996, 2006), Kabatek (2003, 2004, 2005, 2008), da teoria dos gêneros textuais com Bakhtin (2003) e Marcuschi (2002; 2008), que procuram compreender a constituição e o funcionamento do gênero na sociedade; a prática do jornalismo impresso e na história da imprensa no Brasil e em Pernambuco com Rizzini (1968), Sodré (1999), Pessoa (2002; 2006) e Barbosa (2010); a história social da escravidão no Brasil com Freyre (1967/2010; 2006), Schwarcz (1987) e Carvalho (2010); e nas análises linguístico-discursivas que se apoiam nos trabalhos de Oesterreicher (1994), Pessoa (2003) e Toral (2013). A metodologia consiste no método histórico e na abordagem quanti-qualitativa, pautada na análise estrutural, descritiva, interpretativa dos dados, e na pesquisa documental e bibliográfica. A investigação inicial reside na averiguação das TDs que permaneceram retoricamente situadas nos anúncios de fuga de escravos e quais delas mudaram e migraram para os anúncios de procurados. No entanto, o anúncio de fuga de escravos, como TD da cultura impressa, o jornal, mostra-se como produção de autores semicultos, i.e., de competência escrita restrita, que transportam traços da fala à elaboração textual. As análises evidenciaram que tais anúncios estão muito próximos do que Oesterreicher denominou de imediatez comunicativa, apresentando sintaxe truncada, ausência de pontuação ou pontuação inadequada e ausência de elementos sintáticos que contribuem com a ruptura no tópico discursivo, entre outros aspectos. As análises empreendidas não pretendem submeter os dados às exigências de uma teoria, mas de valorizar o jornal como fonte histórica, dos anúncios de fuga escravos (diacronia) e de procurados (sincronia) como TDs legítimas tanto para as análises linguísticas, quanto para a história social. Ao falarmos em repetição, evocação, atualização e tradição, acreditamos que uma língua particular, como o português brasileiro, é afetada pelos aspectos históricosociais e, em decorrência disso, há elementos tradicionais que se tornam imutáveis e outros que são vulneráveis a mudanças, favorecendo, dessa forma, a mudança linguística.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17830
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_AnaKarine_BC.pdf9.45 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons