Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17797
Título: Inovação no arranjo produtivo local de fruticultura irrigada de Pernambuco
Autor(es): BARBOSA, Gescilene dos Santos
Palavras-chave: Fruticultura irrigada; inovação; polo Petrolina-Juazeiro; Fruitculture Irrigated; innovation; APL; Petrolina-Juazeiro
Data do documento: 29-Fev-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Esta dissertação tem como objetivo geral identificar e analisar o nível de inovação dos produtores no Arranjo Produtivo Local de Fruticultura Irrigada do Submédio Vale do São Francisco em Pernambuco. Especificamente, listam-se os objetivos de: (i) caracterizar os produtores; (ii) identificar os fatores comuns e/ou específicos relacionadas às características do perfil do produtor, da produção e da inovação; (iii) agrupar os produtores homogêneos; (iv) quantificar e analisar o nível de inovação dos produtores por meio de um índice de hierarquização. A base dos dados é constituída de informações coletadas com 85 fruticultores e a metodologia utiliza-se de técnicas da análise estatística multivariada como análise fatorial e análise de clusters. As culturas produtivas identificadas neste estudo foram manga, uva, banana, coco, goiaba, acerola, maracujá e caju. Pela a análise fatorial, os resultados demonstram que 16 variáveis representativas são condensadas em quatro fatores: indicador de renda, emprego e capital (F1), indicador inovação, capacitação e informação (F2), indicador produtividade e faturamento (F3) e indicador perfil e cooperação (F4) dos produtores do APL. Constata-se que os fatores que mais influenciaram o dinamismo do arranjo foram os indicadores de produtividade/faturamento e perfil/cooperação dentro do APL de fruticultura irrigada. Observa-se que o grupo de produtores que compõem o grupo 3 na análise de cluster são os mesmos produtores do grupo 1 no ranking da hierarquização das unidades produtivas (produtores) segundo o índice de inovação. Dessa forma, podemos concluir que o Grupo 3 constitui o núcleo responsável pelo desenvolvimento do APL, estimula as atividades de produção, inovação e aprendizado. Além disso, os produtores formam o grupo com maior nível de inovação e em sua maioria são constituídos dos grandes empresários.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17797
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Economia / CAA

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GESCILENE_PPGECON_2016.pdf947,71 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons