Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17788
Title: Motivação dos estudantes de enfermagem para o processo de ensino-aprendizagem
Authors: BERNARDINO, Amanda de Oliveira
Keywords: Estudantes de enfermagem; Aprendizagem; Ensino; Motivação; Nursing Students; Learning; Teaching; Motivation
Issue Date: 25-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: A motivação humana, conceituada a partir do paradigma da Teoria da autodeterminação, permeia questões como: o desenvolvimento da personalidade, as necessidades psicológicas, objetivos e aspirações, processos inconscientes e a influência de fatores sociais; portanto, é um dos fatores envolvidos no processo de ensino-aprendizagem. Esta dissertação tem como objetivo analisar a motivação dos estudantes de enfermagem para o processo de ensino-aprendizagem. Foram desenvolvidos dois artigos científicos, que constituem a seção dos resultados. O artigo de revisão integrativa tem por objetivo analisar as principais evidências científicas quanto às metodologias ativas de ensino-aprendizagem utilizadas na formação do enfermeiro e as principais contribuições dessas metodologias para a construção das competências gerais elencadas pelas Diretrizes Curriculares Nacionais. Os descritores foram: “Estudantes de enfermagem” e “Aprendizagem”. A base de dados foi a Biblioteca Virtual em Saúde. Após o refinamento, 26 artigos foram selecionados. Entre as estratégias/metodologias de ensino utilizadas nos artigos, a Aprendizagem Baseada em Problema foi a que abordou a maior quantidade de competências das Diretrizes e as competências mais exploradas pelos artigos foram a tomada de decisão e a atenção em saúde. O artigo original teve como objetivo analisar a motivação dos estudantes de graduação em enfermagem para o processo de ensino-aprendizagem. Estudo descritivo, transversal com abordagem quantitativa realizado com estudantes de graduação em enfermagem de uma Universidade Pública. A amostra foi composta por 265 estudantes. Foram utilizados dois instrumentos para a coleta de dados: um questionário contendo variáveis socioeconômicas e demográficas e a Escala de Motivação Acadêmica, elaborada por Vallerand (1992) e validada por Sobral (2003). O perfil encontrado foi, na sua maioria, do sexo feminino (95,5%), entre 20-30 anos (62,9%), solteiros (92,5%), sem filhos (94,7%), não trabalham (92,8%), moram na região metropolitana (70,8%), com a família nuclear (75%), possuem uma renda de até três salários mínimos (77%), utilizam o ônibus como transporte principal para ir à Universidade (63,7%) e referem usufruir menos de 3 horas de lazer por semana (46,2%). Os maiores escores de motivações intrínsecas e extrínsecas dos estudantes se mostraram fortemente relacionados com o terceiro período e o período que obteve os menores escores de motivações intrínsecas e extrínsecas foi o quarto. A motivação dos estudantes de uma universidade pública se mostrou com escores altos, principalmente as motivações intrínsecas que despertam a autonomia do estudante.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17788
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO - Amanda de Oliveira Bernardino.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons