Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17746
Título: Conselho de classes nas representações sociais de professores da rede municipal do Jaboatão dos Guararapes
Autor(es): BRANDÃO, Márcia Maria Rodrigues Tabosa
Palavras-chave: Representações sociais;Conselho de classe;Professores;Avaliação;Social representations;Teachers‟ meeting;Teachers;Evaluation
Data do documento: 18-Mar-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O presente estudo objetivou compreender as representações sociais de conselho de classe compartilhadas por professores da Rede Municipal do Jaboatão dos Guararapes. O referencial teórico-metodológico adotado na pesquisa foi a Teoria das Representações Sociais proposta por Serge Moscovici (1978) e a abordagem culturalista (JODELET, 2001) foi o referencial de base para dar conta da empiria. Participaram da investigação, na fase de aplicação do questionário, 77 professores lotados em três escolas da Rede Municipal do Jaboatão dos Guararapes (uma Escola Regular Rural, uma Escola de Tempo Integral e uma Escola Regular Urbana), dos quais 20 participaram da fase de realização das entrevistas. O estudo se apoiou na abordagem da pesquisa qualitativa, tendo como procedimentos e instrumentos de recolha e tratamento dos dados: a análise documental tratada pela técnica da análise de conteúdo de Bardin (2011), o questionário tratado pelo software EXCEL e análise temática (BARDIN, 2011), bem como a entrevista semiestruturada também pela análise temática. E, em decorrência do processo de inserção no campo, contou ainda com observação de dinâmica de conselho de classe, cujos dados foram tratados através da análise de conteúdo. Os resultados revelam que as representações sociais de conselho de classe por professores dessa Rede são permeadas por sentidos ambíguos, indicando perspectivas quer progressista quer tradicional.Elas se constituem da conjunção de distintos elementos que se inter-relacionam, agregando sentidos atribuídos à avaliação e à democratização das relações. Tais representações sociais podem ser sintetizadas na dualidade dos seguintes estruturantes: uma ação avaliativa que tanto considera o ensino e aprendizagem do professor e aluno como se conserva restrita ao aprendizado e/ou ao não aprender do aluno; amparam-se na condição de democratização das relações, por meio da reflexão dialogada, mas também se utiliza dessa condição para a manutenção da figura de poder do professor. Os resultados também revelam que independente do tempo de atuação na Rede os professores compartilham sentidos de conselho de classe: entre professores com menor tempo de docência na Rede maior concentração de uma perspectiva conservadora. Enquanto que entre professores em meados e com maior tempo de docência na Rede esse sentido perde força gradualmente. Um ponto a destacar é um indício de que a pressão decorrente das avaliações externas, balizada por índices de rendimento escolar, tem vindo a contribuir para fragilizar a representação que o professor tem do seu poder no conselho de classe.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17746
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Márcia M. R. Tabosa Brandão.pdf1,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons