Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17745
Title: O hibridismo entre o democrático e o gerencialismo: um estudo a partir das singularidades dos Colégios de Aplicação Federais
Authors: SILVA, Viviane Alves de Lima
Keywords: Gestão Escolar; Participação; Qualidade da Educação; Hibridismo; Colégio de Aplicação; School Management; Participation; Education quality; Hybridity; Colégio de Aplicação
Issue Date: 31-Mar-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: O presente estudo teve por objetivo geral analisar a relação entre gestão escolar, participação e qualidade da educação e, mais especificamente, analisar se as concepções e práticas de gestão da escola se aproximam mais de uma perspectiva de gestão democrática social ou gerencialista; analisar as singularidades da gestão dos Colégios de Aplicação Federais no contexto da escola pública brasileira e; investigar as concepções de qualidade da educação do Colégio de Aplicação (CAp) da UFPE. A pesquisa se caracteriza como um estudo de caso de abordagem qualitativa, tendo como procedimentos de coleta dos dados a análise documental, entrevistas e observações; estes dados foram tratados pela técnica da análise de conteúdo de Bardin (2009). Participaram da investigação integrantes da equipe gestora, professores, profissionais técnico-administrativos em educação, alunos e pais da comunidade escolar. Para analisar o objeto de estudo, defendemos que a gestão escolar, numa perspectiva democrática, deve promover a articulação de todos os segmentos da escola no que diz respeito à participação coletiva na tomada de decisões, bem como no exercício de poder, acenando para uma concepção de democracia numa perspectiva de qualidade social; tal compreensão se articula com o sentido de democratização no que concerne à universalização do acesso à escola, através da igualdade de oportunidades reais para todos. Para dar conta do estudo, aprofundamos nosso conhecimento a respeito de gestão escolar, cultura escolar, participação e qualidade da educação. Os resultados demonstraram um paradigma híbrido de gestão na escola, ora apontando tendências e práticas democráticas com viés social, através de mecanismos democratizantes como as estruturas colegiadas, avanços no formato de eleição para diretor com a conquista da paridade entre todos os segmentos, maior participação destes no processo decisório da escola, etc.; ora apresentando tendências gerencialistas, tais como centralização de decisões na gestão da escola e no corpo docente, concepção individualista de formação de professores, processo seletivo para estudantes de caráter competitivo e meritocrático, evidenciando a lógica concorrencial do mercado. Identificamos a necessidade de avanços em relação à compreensão de democracia numa perspectiva social e emancipatória e de participação ativa e política que se manifesta cotidianamente nos diversos momentos da escola. Em relação às concepções de qualidade, foram identificadas diferentes visões, evidenciando a ausência do debate sobre a qualidade da educação nos aspectos conceitual e político que o termo encerra. No entanto, na prática se efetiva uma educação que agrega aspectos de qualidade total e de qualidade social, o que confirma a nossa hipótese de hibridismo na gestão escolar, sendo que a primeira perspectiva parece se sobrepor à segunda. Dentre as conclusões, destacamos que os resultados externos são impulsionadores simbólicos relacionados à ideia de prestígio social e hierarquia escolar. Evidenciamos que a gestão democrática é um processo de aprendizado com avanços e retrocessos, onde garantir uma estrutura favorável tanto física quanto regimental, não é suficiente para a consolidação da democracia. É preciso haver permanente debate e reflexões em torno das dificuldades e potencialidades desse processo. Um dos aspectos relevantes ao realizarmos estudos envolvendo escolas de alto desempenho acadêmico, é que contribuímos no entendimento de como se constroem as hierarquias escolares e as consequências advindas do mercado educacional. Concluímos que os dados refletem a maneira como a educação escolar é concebida em nossa sociedade, através do estímulo à competitividade e à meritocracia, a despeito de se tratar de um Colégio de Aplicação, diferenciado por seu contexto institucional, por seus princípios geradores, por sua potencialidade intelectual docente, enfim, por suas singularidades em termos de aplicação de princípios e experimentação didática e filosófica.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17745
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertação pós-defesa 19.04.2016-viviane.alves.de.limasilva.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons