Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17719
Title: Comunicação de más notícias no contexto da UTI neonatal
Authors: SANTOS, Thaisa de Farias Cavalcanti
Keywords: Comunicação em Saúde; Empatia; Prematuro; Relações profissional-família; Equipe de Assistência ao Paciente; Health communication; Empathy; Premature; Professional-family relations; Patient care team
Issue Date: 26-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Os profissionais da área de saúde muitas vezes se deparam com o desafio de comunicar más notícias aos familiares de recém-nascidos. Má notícia é definida como qualquer informação que produza uma alteração nas perspectivas da pessoa e/ou família sobre o seu presente e futuro. Estes profissionais podem apresentar dificuldades e desconforto ao comunicar más notícias, sendo necessário o desenvolvimento de habilidades comunicacionais, na perspectiva de uma relação empática, de uma atuação interdisciplinar e estabelecer uma relação humanizada para que esse processo seja realizado com mais efetividade, evitando danos e/ou traumas aos familiares dos recém-nascidos. Diante desse contexto, o objetivo do presente estudo foi compreender como se dá o processo de comunicação de más notícias no contexto de uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) na perspectiva dos profissionais. O estudo foi descritivo e exploratório, de abordagem qualitativa. Foram realizadas entrevistas com 16 profissionais da área de saúde de nível superior que atuam no contexto de uma UTIN, em um hospital localizado em Recife/PE. As entrevistas foram gravadas e transcritas. Para análise dos dados foi utilizada a técnica de análise de conteúdo na modalidade temática, teve o auxílio do software Atlas.ti (versão 7.0). Após a análise das entrevistas, os resultados foram agrupados em quatro códigos analíticos/temáticos: concepção de má notícia, comunicação da má notícia, sentimentos em relação à má notícia, estratégias na comunicação da má notícia. Os achados desta pesquisa servem de subsídios para nortear novos estudos, ampliando a discussão sobre o tema em questão. É importante que as Instituições de Ensino Superior da área de saúde no Brasil construam novas propostas curriculares pautadas nas orientações definidas pelas Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de saúde. Além de trabalhar estas questões dentro da academia durante a formação, é prudente que o tema estudado esteja inserido nos diversos cenários do cuidar em saúde, através da Educação Permanente, promovendo desta forma humanização, integralidade, trabalho interdisciplinar, visão holística, ou seja, valorização do ser humano em todos os seus aspectos.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17719
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde da Criança e do Adolescente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Thaisa de Farias Cavalcanti Santos.pdf2.61 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons