Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17712
Título: Estudo de localização de usina solar termoelétrica no estado de Pernambuco
Autor(es): AZEVÊDO, Verônica Wilma Bezerra
Palavras-chave: Energia Solar; Usina Solar Termoelétrica; Estudos de Localização; Sistemas de Informação Geográfica; Análise de Decisão Multicritério; LCOE; Solar Energy; Solar Concentrated Power Plant; Locations Studies; Geographic Information Systems; Multicriteria Decision Analysis; LCOE
Data do documento: 29-Jan-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Notadamente nos últimos anos, a geração de eletricidade a partir de fontes renováveis de energia tem mostrado contínuo aumento que está relacionado, sobretudo, às preocupações com as variações climáticas, à dependência dos combustíveis fósseis e à necessidade de suprir a geração de energia elétrica com recursos que produzam menos impactos ao meio ambiente. A capacidade instalada da energia renovável no mundo, que foi de 800GW em 2004, alcançou 1.712GW em 2014 e a participação na matriz energética global também aumentou, atingindo o percentual de 22,8% em 2014. O Brasil possui uma matriz energética predominantemente renovável. Somente em 2014, aproximadamente 74,6% da eletricidade gerada procedeu das fontes renováveis de energia. O percentual restante (25,4%) proveio dos combustíveis fósseis e das fontes nucleares. Mas, muito embora o País possua uma matriz energética tipicamente renovável, nota-se que o principal sistema de geração é o aproveitamento hidráulico, que é bem vulnerável às variações climáticas globais e pode apresentar, em função disso, redução de sua capacidade instalada em longo prazo. Visando contribuir para a diversificação da matriz energética brasileira, esta pesquisa apresenta dois métodos distintos e macroespaciais para auxiliar a seleção de áreas potenciais para a inserção de usinas solares termoelétricas: o Método baseado no Processo Analítico Hierárquico, que trata o problema da localização sob uma organização hierárquica de critérios, como pressupõe os axiomas do Método AHP; e o Método do Custo de Produção de Eletricidade, que define os locais aptos em função do custo nivelado da eletricidade (LCOE – Levelised Cost of Electricity). Ambas as metodologias foram aplicadas para Pernambuco, localizado na região Nordeste do Brasil, e considerou a implantação de usinas de coletores parabólicos de 80MWe, tipo SEGS, operando somente em modo solar, sem armazenadores térmicos. Com base nas análises realizadas, confirmou-se que Pernambuco apresenta grande potencial para a implantação de usinas solares, principalmente no Sertão Pernambucano, onde foram encontrados os ambientes mais favoráveis à instalação. Na aplicação do Método AHP, por exemplo, o Sertão apresentou alto potencial de instalação em todos os cenários avaliados, inclusive no cenário Ponto de Partida, onde os pesos não foram considerados. No Método do Custo de Produção de Eletricidade, o Sertão também mostrou alto potencial de instalação uma vez que os custos de geração de energia elétrica encontrados foram os menores do estado (da ordem de R$ 337,16/MWh). Este custo é elevado quando comparado com o preço da eletricidade gerada pela fonte hidráulica no país (R$ 182,09/MWh), por exemplo, mas estão em conformidade quanto ao esperado para sua inserção no mercado brasileiro. De modo geral, as abordagens apresentadas se mostraram muito consistentes e revelaram um potencial bastante promissor para o desenvolvimento da tecnologia em Pernambuco. Este potencial deverá ser avaliado detalhadamente e incluir a medição local da radiação solar por pelo menos cinco anos.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17712
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Tecnologias Energéticas e Nucleares

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE N 127 - PROTEN DEN UFPE - VERONICA AZEVEDO.pdf11,47 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons