Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17693
Título: Modelo hierarquizado aplicado aos fatores associados as disfunções tempomandibulares
Autor(es): MAGALHÃES, Bruno Gama
Palavras-chave: Transtornos da articulação temporomandibular; Fatores de risco; Prevalência; Temporomandibular Joint Disorders; Risk factors; Prevalence
Data do documento: 26-Fev-2015
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Objetivo: Investigar, através de modelo hierarquizado, a relação das Disfunções temporomandibulares (DTM) com os fatores socioeconômicos, oclusais, psicossociais e condição protética. Materiais e métodos: Trata-se de um estudo transversal no qual a amostra foi constituída de 776 indivíduos com 15 anos de idade ou mais, registrados em Unidades de Saúde da Família (Recife/Brasil). O diagnóstico de DTM e depressão foram determinados utilizando o eixo I e II do Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD), respectivamente. As variáveis independentes foram organizadas hierarquicamente e divididas em quatro níveis de fatores: oclusais (proximal), psicossociais (intermediário I), demográficos (intermediário II) e socioeconômicos (distal). A análise bivariada envolveu o teste do Qui-quadrado, Exato de Fisher e o teste não paramétrico de Mann-whitney. Na análise multivariada foi utilizado modelo de regressão logística hierarquizado pelo método “enter”. Resultados: Através do modelo hierarquizado foi possível detectar que os indivíduos com depressão e idade entre 45 a 59 anos possuem 2 vezes mais chances de apresentarem DTM (OR = 1.91, IC = 1.37 – 2.67; OR = 2.02, IC = 0.89 - 4.65, respectivamente), enquanto as mulheres apresentaram 1.6 (OR = 1.62, IC = 1.03- 2.56). Após ajuste do modelo apenas a variável depressão permaneceu significante, demonstrando que esta variável representa fator relevante associado ao desfecho (p<0.001). Conclusão: A análise multivariada demonstrou que dentre as variáveis estudadas o fator psicossocial depressão representou papel mais importante no desenvolvimento da disfunção temporomandibular.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17693
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Odontologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese Doutorado Bruno BIBLIOTECA com ata (FINALIZADO).pdf10,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons