Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17558
Title: Efeito da gestão e amamentação em camundongos esquitossomáticas na resposta granulomatosa dos descendentes adultos sob infecção pós-natal
Authors: HOLANDA, Gabriela Calixto Ribeiro de
Keywords: Camundongos; Esquistossomose. Granuloma; Imunomodulação; Relação materno-fetal; Granuloma; Immunomodulation; Maternal-fetal relation; Mice. Schistosomiasis
Issue Date: 26-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Infecções maternas por Schistosoma mansoni modulam a imunidade de descendentes adultos em infecções pós-natais. Avaliou-se separadamente o efeito da amamentação ou gestação neste fenômeno através do grau de fibrose hepática, produção de citocinas Th1, Th2 e regulatórias, frequência de macrófagos produtores de NO e IL-10 e linfócitos T regulatórios em camundongos adultos, descendentes de mães esquistossomóticas, quando submetidos a infecção pós-natal. Para isto, fêmeas Swiss webster foram submetidas a infecção com S. mansoni (20 cercárias), sincronização do estro e acasalamento. Após nascimento, foi realizada a amamentação adotiva, em que descendentes de mães infectadas mamaram nas mães não infectadas (MI) e filhotes de mães não infectadas foram amamentados pelas mães infectadas (AI). Outro grupo de animais nascidos de mães esquistossomóticas permaneceu amamentando nas próprias mães (MIAI). Para grupo CONTROLE utilizou-se animais nascidos e amamentados em mães não infectadas. Descendentes adultos (machos) foram infectados (80 cercárias) e 60 dias pós-infecção, os animais tiveram os esplenócitos cultivados apenas com meio de cultura ou acrescentado de SWAP (12,5 μg/mL) ou ConA (5 μg/ml). Após 24 h e 72 h os sobrenadantes foram dosados para IL-4; IL-5; IL-10; IFN-γ, TGF-β; NO e as células usadas para imunofenotipagem, com anticorpos monoclonais ligados a fluorocromos para CD4+FoxP3, CD16/CD32+NOS2, CD14+IL-10+. O tecido hepático dos animais foi submetido a histomorfometria. Em relação ao Controle, o grupo MI apresentou frequênciaaumentada de CD16/CD32+NOS2+, maior produção de NO, IL-5 e IL-10, com diminuição de IFN- e, em comparação ao grupo MIAI, maior número e tamanho dos granulomas. O grupo AI, em relação ao Controle, obteve maior frequência de CD16/CD32+NOS2+, maiores níveis de TGF-β, menos IL-5, NO e IFN-. Em relação ao MIAI, tamanho maior de granuloma. O grupo MIAI apresentou menor número e tamanho de granulomas com menor produção de IFN- e NO, maior de IL-10 e TGF-β, além de maior frequência de células CD4+/FoxP3+. Não houve diferença nos níveis de células CD14+/IL-10+. Em conclusão, a gestação seguida da amamentação em mães esquistossomóticas proporcionou uma diminuição da reação granulomatosa e, além da produção da IL-10 (dependente da gestação) e de TGF-β (dependente da amamentação), as células T com fenótipo regulatório são requeridas para este fenômeno.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17558
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Medicina Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO - Gabriela Calixto - Versão digital.pdf1.86 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons