Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1742
Title: Atividade antimicrobiana, estudo fitoquímico e identificação de constituintes apolares do alburno de Hymenaea stigonocarpa Mart. ex Hayne (jatobá)
Authors: Paula de Torres Valentim, Ana
Keywords: Compostos bioativos;Fitoquímico
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Paula de Torres Valentim, Ana; Silva Nascimento, Márcia. Atividade antimicrobiana, estudo fitoquímico e identificação de constituintes apolares do alburno de Hymenaea stigonocarpa Mart. ex Hayne (jatobá). 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia de Produtos Bioativos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: A natureza tem fornecido aos pesquisadores um número expressivo de substâncias orgânicas, sendo o reino vegetal um dos seus principais contribuintes. O Brasil apresenta grande diversidade de plantas, dentre elas as madeiras de lei . Essas apresentam utilidade não só por sua resistência física, como também, seus constituintes químicos podem funcionar como inseticidas botânicos ou na medicina por apresentarem atividade biológica. Considerada madeira de lei e usada na medicina popular, a espécie Hymenaea stigonocarpa Mart ex Hayne, família Leguminosae-Caesalpinioideae, conhecida popularmente como jatobá-do-cerrado, foi o alvo deste estudo a fim de contribuir para o conhecimento fitoquímico do gênero Hymenaea e identificação de substâncias químicas biologicamente ativas. Neste trabalho avaliou-se o perfil fitoquímico, a atividade antimicrobiana pelo método de disco de papel e a concentração inibitória mínima (CIM); identificaram-se compostos apolares do alburno da planta, o qual foi submetido à extração com o solvente etanol e particionado entre o ciclohexano e acetato de etila. O extrato ciclohexânico foi submetido a fracionamento cromatográfico; as frações obtidas analisadas por cromatografia em camada delgada (CDC) e em seguida analisadas por cromatografia gasosa acoplada ao espectrômetro de massas (CG - MS). O extrato em acetato de etila apresentou CIM de 32mg/mL frente ao microrganismo Gram-positivo Staphylococcus aureus. A abordagem fitoquímica revelou a presença de flavonóides, esteróides e triterpenóides. Foram identificados cinco compostos no extrato ciclohexânico: N-N-dietildecanamida (AHS1 ), Hexadecanoato de metila (AHS2 ), Ácido hexadecanóico (AHS3 ), Ácido 9-octadecenóico (AHS4 ), Ácido octadecanóico (AHS5)
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1742
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Biotecnologia Industrial

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4531_1.pdf1.15 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.