Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17411
Title: Prática Alimentar Do Lactente: Influência Do Estilo Parental E Estilo De Alimentar Adotados Por Mães Adolescentes
Authors: COSTA, Karla Adriana Oliveira Da
Keywords: Comportamento materno. Parentalidade. Adolescência. Cuidado infantil. Alimentação complementar;Maternal behavior. Parenting. Adolescence. Child care. Complementary feeding
Issue Date: 25-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: O tipo de interação que ocorre entre pais e filhos é um reflexo dos tipos de estilos educativos parentais. Os pais têm papel determinante na formação das práticas alimentares dos filhos em decorrência do tipo de cuidado adotado. O objetivo do estudo foi avaliar a influência dos estilos parentais e estilos maternos de alimentar crianças pequenas adotados pelas mães adolescentes e adultas em relação às práticas alimentares dos seus filhos durante o período de alimentação complementar. O estudo foi comparativo e envolveu um grupo de mães adolescentes, entre 15 e 19 anos, e um grupo de mães adultas, com idades entre 24 e 44 anos, responsáveis pelo cuidado de filhos entre nove e 24 meses, em três Unidades de Saúde da Família da cidade do Recife. As participantes responderam a um formulário para avaliação das condições socioeconômicas da família, inventário de estilos e práticas parentais, formulário de estilos maternos de alimentar crianças pequenas e uma avaliação das práticas alimentares infantis. Observamos que as mães adolescentes apresentaram uma maior frequência de parentalidade de risco, quando comparadas às mães adultas. E essas ofereceram aos seus filhos mais alimentos do grupo V (açúcares, doces, óleos e gorduras) (p=0,03). Quando considerada a idade da criança, foram mais negligentes (p=0,05) com os menores de 18 meses e referiram maior abuso físico com os maiores desta idade (p=0,03). Observamos tendência das mães adolescentes adotarem estilos não responsivos de alimentar a criança pequena. E ao se considerar a idade da criança, as mães adolescentes apresentaram mais frequentemente estilo responsivo com os filhos mais velhos (p=<0,01) e passivo com os menores de 18 meses (p=0,04). Dentre as mães que apresentaram estilo responsivo de alimentar, as adolescentes ofereceram com maior frequência alimentos do grupo V (p=0,03), o mesmo ocorreu com o estilo autoritário e passivo. Os resultados sugerem que é importante conhecer os estilos parentais e estilos de alimentar as crianças de mães adolescentes e relacioná-los com a prática alimentar dos seus filhos no período de alimentação complementar.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17411
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde da Criança e do Adolescente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
karla dissertação pronta digital3.pdf1.38 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons