Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17408
Título: Memórias afetivas de Teresina: tensões entre tradição e modernidade no processo de modernização da cidade (1970-2000)
Autor(es): LIMA, Jurandir Gonçalves
Palavras-chave: História; Cidade; Modernização; Teresina; History; City; Modernization
Data do documento: 1-Mar-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Estes escritos compreendem narrativas de cunho teórico, metodológico e empírico que buscaram na heterogeneidade e na pluralidade conceitual das categorias História, Cidade, Urbanização, Modernidade e Cultura, captar os ‘movimentos’ do processo de Modernização de Teresina-PI decorrentes das mudanças urbanas e das transformações culturais da cidade nas três ultimas décadas do século XX. Concentradamente, estes esforços reflexivos e analíticos buscaram ‘captar’ o fenômeno da Urbanização e seus efeitos sobre as práticas, os hábitos e os costumes do teresinense buscando descrever na observação da dialética cotidiana da urbe, as tensões que dela emergiram no ‘conflito’ ruptura versus permanência, mudança versus tradição, novo versus velho. A principal intenção do trabalho foi identificar e descrever nas metamorfoses da cidade, as memórias afetivas de Teresina a partir das transformações urbanas e sociais nela existentes de forma a descrever como seu processo modernizador influenciou em continuísmos, mudanças ou alternâncias de comportamento dos seus atores sociais como forma de explicitar a ‘predestinação’ de ‘Cidade Moderna’ que acompanha a história de Teresina. Metodologicamente, além da revisão de literatura embasada em autores como Bresciane, Rezende, Berman, Certeau, Giddens, Hall, Harvey, Matos, Rolink, Sevcenko, Abreu, Araújo, Lima, Nascimento e outros, os escritos estão fundamentados em farta empiria encontradas em crônicas de Arimathéa Tito Filho, jornais, projetos ou leis, decretos, mensagens de governo, planos de estruturação urbana, etc. Nele utilizamos ainda o recurso iconográfico de fotos, documentários, gravuras e desenhos. A Teresina que encontramos foi uma cidade que desde o seu nascedouro carregou consigo a ‘sina’ de ser ‘eternamente’ moderna, movimento ‘eterno’ este que, vez por outra, solapa tradições tanto na cidade como no sei citadino ao ponto de lhes imprimir novos experimentos, novos ‘equipamentos, novas práticas, elementos estes que entendemos como responsáveis pelas mudanças de hábitos do teresinense que ajudaram na conformação do seu processo Modernizador.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17408
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - História

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE VERSÃO FINAL - JURANDIR LIMA.pdf12,82 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons