Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17399
Título: Avaliação do ph, capacidade tampão e fluxo salivar de pacientes portadores de insuficiência renal crônica
Autor(es): CAVALCANTI, Tayguara Cerqueira.
Palavras-chave: Saliva. Diálise Renal. Xerostomia.; Saliva. Renal Dialysis. Xerostomia
Data do documento: 18-Ago-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O objetivo do presente trabalho foi avaliar o pH, capacidade tampão e fluxo salivar em pacientes com insuficiência renal crônica, antes e após a hemodiálise. Metodologia: estudo transversal, com 55 pacientes assim distribuídos: amostra de conveniência, composta de 32 indivíduos (18 homens, média de idade 59,5 anos, com idade variando de 28 a 87 anos e 14 mulheres, média de idade 48,2 anos, com idade variando de 30 a 83 anos) que se submetiam constantemente ao procedimento de hemodiálise em clínica particular na cidade de Maceió- AL (grupo 1) e 23 indivíduos (12 homens e 11 mulheres com média de idade de 24 e 22 anos respectivamente, com variação de 21 à 29 anos), composto por alunos do curso de odontologia do Centro universitário Cesmac e da Universidade Federal de Alagoas (grupo 2, controle). O fluxo salivar foi medido com seringa descartável de 5 mL. Para análise do pH foi utilizado pHmetro, a capacidade tampão foi avaliada através da diluição da saliva (2mL) em acido cítrico à 2% (2mL). A análise estatística foi realizada através dos testes de ANOVA, Tukey, Kruskal-Wallis e Dunn. Resultados: A hemodiálise não alterou as características do pH, fluxo e capacidade tampão da saliva. Comparando o grupo1 e o grupo 2 temos: pH com níveis semelhantes, com diferença estatística não significativa. O volume total de saliva expelida pelo grupo 1 apresentou níveis bem abaixo ao dos pacientes do grupo controle, 2,75 (± 2,32) e 7,26 (± 1,26) respectivamente. A capacidade tampão também foi menor no grupo 1. Conclusão: as características gerais da saliva (pH, capacidade tampão e volume) foram mantidas após a hemodiálise.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17399
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Odontologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Avaliação do pH CT e FS de pac port insuf renal crônica PDF.pdf1,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons