Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17172
Título: Avaliação da citotoxicidade e ação genotóxica de extratos orgânicos e ácido úsnico de Cladonia substellata (Líquen) e derivados pirazólicos sintéticos
Autor(es): ROCHA, Tamiris Alves
Palavras-chave: atividade antineoplásica; ensaio cometa; teste de micronúcleo; substâncias liquênicas.; atividade antineoplásica; ensaio cometa; teste de micronúcleo; substâncias liquênicas.
Data do documento: 24-Fev-2015
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A incidência de casos de câncer vem crescendo em ritmo acelerado em todo o mundo, o que tem despertado o interesse na busca de tratamentos mais eficazes. Geralmente, as drogas utilizadas nessas terapias, causam algum tipo de efeito colateral podendo também, em certas circunstâncias, ser carcinogênicos. Desta forma ensaios para avaliar a atividade genotóxica desses fármacos são necessários para promover uma segurança na utilização desses terapêuticos. As substâncias liquênicas apresentam várias atividades biológicas, podendo ser candidatas promissoras a drogas antineoplásicas. O objetivo deste estudo foi verificar a atividade citotóxica de extratos orgânicos e ácido úsnico obtido de Cladonia substellata bem como efeitos genotóxicos deste metabólito liquênico e seus derivados pirazólicos sintéticos. Os extratos orgânicos foram obtidos a partir da extração por esgotamento a quente em aparelho de Soxhlet do talo de C. substellata. O ácido úsnico foi obtido por purificação do extrato etéreo, seguido por sucessivas cristalizações até obtenção de alto grau de pureza da substância. Os derivados pirazólicos foram sintetizados através da reação do ácido úsnico purificado com as fenil-hidrazinas substituídas e quantidade equivalentes de bicarbonato de sódio (NaHCO3). Análises cromatográficas em camada delgada (CCD) e liquida de alta eficiência (CLAE), ressonância magnética nuclear de prótons (RMN-H1) e Carbono 13 (RMN-C13), bem como infravermelho (IV) foram realizadas para confirmação estrutural da molécula do ácido úsnico purificado e dos derivados pirazólicos. O ensaio de citotoxicidade foi realizado pelo método do brometo de 3-(4,5-dimetiltiazol-2-il)-2,5-difeniltetrazólio (MTT), avaliado os extratos orgânicos e o ácido úsnico purificado de C. substellata frente às linhagens de células tumorais NCI-H292 (carcinoma mucoepidermoide de pulmão humano), HEp-2 (carcinoma de laringe humana) e HL-60 (leucemia promielocitica aguda). Os testes de genotoxicidade in vivo, foram feitos pelo ensaio cometa e teste do micronúcleo. Os extratos orgânicos e o ácido úsnico purificado apresentaram porcentagem de inibição celular muito significativa (>70%), de modo que o extrato etéreo (100%) e o composto 3e (90,3%) apresentaram os melhores resultados para a linhagem celular MCF-7. O ácido úsnico purificado apresentou CI50 de 4, 97 μg/mL e 2,19 μg/mL às células NCI-H292 e HEp-2 respectivamente, enquanto que o extrato clorofórmico foi o que apresentou maior atividade frente à linhagem celular HL-60 com CI50 de 3,34 μg/mL. A análise estatística do ensaio cometa e teste do micronúcleo demonstrou que o ácido úsnico e todos os compostos derivados (3a-3f) não apresentaram valores significativos (p ≥ 0,05) quando comparados com o controle negativo. Desta forma, os compostos testados não foram genotóxicos e mutagênicos. Assim, os dados apresentados são animadores e ampliam os horizontes para realização de novos ensaios com o intuito de se aprofundar o conhecimento acerca destas novas moléculas.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17172
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tamiris Alves Rocha-Mestrado em Bioquímica e Ficiologia 2015.pdf6,11 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons