Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17132
Título: Crescimento, e respostas metabólicas de surubins híbridos (Pseudoplatystoma sp) alimentados com diferentes níveis de energia
Autor(es): CAMPECHE, Daniela Ferraz Bacconi
Palavras-chave: Siluriformes, desempenho, proteína, lipídio, carboidrato, fisiologia digestiva;Siluriformes, growth, protein, lipids, carbohydrates, digestive physiology
Data do documento: 2-Fev-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Este trabalho teve o objetivo de avaliar a influência entre macronutrientes energéticos, com o desempenho, metabolismo e fisiologia digestiva de diferentes surubim híbridos (Pseudoplatystoma corruscans x Pseudoplatystoma fasciatum e Pseudoplatysma fasciatum x Leiarius marmoratus). Esses surubim híbridos são amplamente cultivados no Brasil, para abate sendo a carne destinada ao mercado interno e externo. No entanto, são poucos os dados na literatura em relação às exigências nutricionais para esses peixes, bem como o efeito da relação entre os macronutrientes com a fisiologia digestiva e metabolismo. Deste modo, o capítulo um avaliou o efeito da manga de uma fonte de carboidrato não amiláceo. Para tal foram fornecidas dietas contendo farinha de manga em substituição ao milho em quatro níveis diferentes (0; 33%; 66% e 100%) para alevinos de Pseudoplatystoma sp. Após o período de 60 dias para a análise de desempenho, foram realizadas as atividades das enzimas digestivas: protease total alcalina, tripsina e amilase. Como indicativos de mudança no metabolismo foram avaliados no plasma: triglicérides, glicose, proteínas totais, colesterol, amino ácidos livres; no fígado: glicogênio e alanina aminotransferase. Foi observado que não houve diferença significativa nos parâmetros de desempenho analisados. Entretanto foram observadas alterações nas atividades das enzimas digestivas e intermediários metabólicos, provavelmente devido à quantidade de fatores antinutricionais encontrados na casca da manga. Estes resultados demonstram que em longo prazo a inclusão de farinha de manga acarretará decréscimo no desempenho dos animais. No capítulo dois foi avaliado o efeito de diferentes valores da relação proteína(P):lipídio(L). Quatro dietas (45P 5L; 42P 9L; 39P 11L; 34P 19L%) foram fornecidas por 60 dias para observar o efeito sobre o desempenho, enzimas digestivas, intermediários metabólicos e parâmetros hematimétricos de alevinos do surubim híbrido Pseudoplatysma fasciatum x Leiarius marmoratus. O excesso de lipídio na dieta diminuiu o desempenho o que consequentemente afetou os demais parâmetros avaliados. Valores de proteínas totais e aminoácidos livres no plasma demostraram danos causados pela deficiência de proteína na dieta. Os valores de colesterol, triglicérides e glicose mostraram resposta consequente da baixa ingestão de nutrientes. A lipase foi a enzima digestiva mais influenciada pelos nutrientes dietéticos. Os parâmetros hematimétricos foram afetados pelas dietas e demonstraram que animais que ingeriram maior quantidade de lipídio tiveram adaptação metabólica e fisiológica para suprir a deficiência nutricional. No capítulo três foi avaliado o efeito de diferentes valores da relação proteína(P):carboidrato(C). Quatro dietas (28P 53C; 36P 44C; 40P 39C; 45P 37C%) foram fornecidas por 60 dias para observar o efeito sobre o desempenho, composição corporal, enzimas digestivas e intermediários metabólicos de alevinos do surubim híbrido Pseudoplatysma fasciatum x Leiarius marmoratus. O excesso de carboidrato na dieta diminuiu o desempenho, sem afetar demasiadamente os parâmetros fisiológicos e metabólicos avaliados, mostrando grande adaptação do híbrido avaliado. A eficiência energética das dietas avaliadas foi maior no tratamento com menor inclusão de carboidrato e maior inclusão proteica. Valores de atividades enzimáticas específicas foram maiores no tratamento com maior inclusão de proteína. A maior reserva de glicogênio hepático também foi observado no mesmo tratamento citado acima. Como conclusão geral pode-se afirmar que diferentes relações proteína:energia, independente de ser fonte lipídica ou de carboidrato, afeta o desempenho, fisiologia digestiva e metabolismo do surubim híbrido.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17132
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Química

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE _DFBC_.pdf1,49 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons