Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17109
Título: A inserção da força de trabalho feminina no mercado de trabalho nordestino: uma análise sobre o Município de Toritama – PE
Autor(es): LINDÔSO, Raquel Oliveira
Palavras-chave: Informalização; Mercado de trabalho; Nordeste; Mulher; Toritama; informal labor; labor market; Brazilian Northeast; woman; Toritama
Data do documento: 2-Set-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O presente trabalho analisa o período recente da economia brasileira, dando ênfase na região nordestina, com suas transformações ocorridas nas formas de gestão da produção e organização do trabalho (terceirização, produção flexível, redução das hierarquias funcionais, novas tecnologias e a subcontratação). Nesse contexto, observou-se o surgimento de novos relacionamentos diretos entre a unidade capitalista e as formas de ocupação não capitalista, com destaque para as modalidades de trabalho irregular, parcial e em domicílio. Nesse novo padrão de acumulação capitalista, apoiado na globalização e na flexibilização das relações de trabalho, é notório o significativo crescimento da inserção e da precarização do uso da força de trabalho feminina. Nesse sentido, a temática das relações de trabalho e relações de gênero tem recebido uma atenção relevante de pesquisadoras, na medida em que a inserção da mulher no mundo do trabalho na contemporaneidade acontece predominante na ponta da cadeia produtiva, com efetiva precariedade do trabalho que se manifesta em baixas remunerações, instabilidade e desproteção social. Estas indicações nos levaram à experiência produtiva do município de Toritama, um dos principais produtores de confecções de Pernambuco, cujo passado econômico foi marcado pela pecuária à qual se associou uma produção calçadista predominantemente artesanal, antes da consolidação da produção de jeans, nicho específico que lhe caracteriza como arranjo produtivo local – APL . Evidenciamos na nossa investigação que a produção de confecções no município de Toritama desperta atenção por sua dinâmica produtiva baseada em um uso intensivo de trabalho, (pois o segmento é de baixa tecnologia), pela clara segregação por gênero nas atividades desenvolvidas e, sobretudo, nas relações de trabalho que se revelam tão flexíveis e precárias que sequer são entendidas como parte da cadeia produtiva. O município é indicado como exemplo de uma cultura empreendedora nata, fortemente apoiada em uma hipotética cultura empreendedora vista como vocação local.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17109
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Serviço Social

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO LINDOSO - VERSÃO DIGITAL.pdf1 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons