Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17092
Título: Nexos da videodança: a construção dramatúrgica em Maxixe
Autor(es): Melo, Ailce Moreira de
Palavras-chave: Videodança; Dramaturgia; Maxixe; Cia; Etc; Videodanza; Dramaturgia; Maxixe; Cia; Etc
Data do documento: 27-Ago-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A presente pesquisa investiga como se desenvolve o processo de construção dramatúrgica em videodanças, tendo como objeto de análise a videodança Maxixe, da Cia. Etc. A pesquisa está inserida no Mestrado Acadêmico em Artes Visuais das Universidades Federais de Pernambuco e da Paraíba (UFPE/UFPB) e configura-se como aprofundamento de uma pesquisa histórica sobre a produção de videodanças em Recife, realizada no Acervo RecorDança. Durante o desenvolvimento da pesquisa, interessou-me estudar como o processo criativo, as instâncias dramatúrgicas e as circunstâncias de produção da obra contribuíram para a construção da dramaturgia nessa videodança. Essas instâncias a que me refiro estão divididas em: proposições corporais, textura espacial, figurino, sonorização, filmagem e edição. Para isso, desenvolvo um estudo de caso, utilizando como fundamentação teórica, principalmente, bibliografias que contemplam o campo da videodança, da dramaturgia e dos processos criativos. Nesse estudo, considero como dramaturgia o conjunto de elementos de uma criação, incluindo tanto às escolhas estéticas quanto às ideológicas, que contribui para a coerência dramatúrgica da obra (HERCOLES, 2005; PAVIS, 1999). E ressalto que cada um desses elementos estudados possui potencialmente uma parcela contributiva na construção dos nexos de sentido da videodança. A escolha de uma obra da Cia. Etc. dá-se por ser esta uma companhia atuante na cidade do Recife, que, além de produzir espetáculos e outros produtos artísticos, possui uma ação sistemática de estudo e produção de videodanças, configurando-se como única companhia de dança profissional que mantém tal prática na cidade. Dessa forma, me propus a fazer entrevistas com integrantes e ex-integrantes da companhia, a fim de realizar coleta e cruzamento de dados. Assim, considerando aspectos do processo criativo e dos resultados estéticos, foi possível entender as peculiaridades da forma como a dramaturgia é construída especificamente em Maxixe.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17092
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Artes Visuais

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Ailce Moreira_dissertação versão final_sem assinaturas.pdf4,42 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons