Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17067
Título: Produção de biomassa e contribuição da fixação biológica do nitrogênio para diferentes genótipos de sorgo
Autor(es): BARROS, Benaia Gonçalves de França
Palavras-chave: Cultura energética; Isótopos; Sorghum bicolor L. Moench
Data do documento: 15-Set-2015
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O sorgo é o quinto cereal mais importante do mundo, cultivado para produção de grãos ou forragem ou como cultura energética. É uma gramínea que apresenta perspectivas quanto à capacidade de respostas positivas à interação com bactérias diazotróficas e/ou promotoras de crescimento. O objetivo deste trabalho foi estimar a produtividade e a fixação biológica de N (FBN) em diferentes genótipos de sorgo de duplo propósito (grão e forragem, incluindo colmo seco e sacarino) que estão em testes de recomendação para cultivo em Pernambuco. Foram conduzidos experimentos em campo em estações experimentais do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), nos municípios de Itambé, Goiana, Caruaru e Serra Talhada, e no campus do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), em Belo Jardim. Foi utilizado um delineamento experimental em blocos ao acaso, com 17 tratamentos (genótipos de sorgo) e três repetições. Parcelas extras foram cultivadas com o girassol para ser utilizado como espécie referência para estimativa da FBN pela técnica da abundância natural do 15N. Em Caruaru, a produtividade de matéria seca foi menor quando comparada aos demais locais de cultivo, devido à baixa disponibilidade de água para as plantas, e variaram menos entre os genótipos. Nos cultivos na Zona da Mata (Goiana e Itambé) foi possível observar uma ampla faixa de variação de potencial de produção de biomassa, principalmente em Goiana, onde o genótipo mais produtivo produziu 4,5 vezes mais biomassa que o genótipo menos produtivo. Os genótipos T02, T07 e T13 sempre ficaram no grupo dos mais produtivos em todos os experimentos. Evidências de FBN pelo sorgo foram observadas em Caruaru e Goiana, mas sem relação entre os sinais de 15N dos genótipos de sorgo e suas produções. A contribuição da FBN para os diferentes genótipos de sorgo variou entre 24 % e 78 % em Goiana. Em Caruaru, a contribuição máxima não chegou a 50 %. Não foi possível observar um comportamento consistente entre os genótipos com relação ao potencial de FBN.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17067
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Tecnologias Energéticas e Nucleares

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO DE BENAIA BARROS.pdf1,44 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons