Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17034
Title: Modelo de decisão multicritério em contratos de manutenção em meio ao conceito de delay time
Authors: SILVA, Darlan Marques da
Keywords: Manutenção Preventiva; Delay Time; Modelo de Decisão Multicritério; MAUT
Issue Date: 20-Oct-2015
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Ter um processo produtivo íntegro que garanta a qualidade da produção e reflita em uma redução dos custos e aumento na eficácia de uma empresa, atendendo os requisitos demandados pelos stakeholders é o desejo de grande parte das organizações. Um árduo processo de gestão em relação aos elevados custos das empresas, estão intrinsecamente relacionados à manutenção, principalmente, em políticas que levem a maximização da disponibilidade do sistema e a minimização dos custos. Quando denota-se na contratação de fornecedores para realizar serviços da manutenção em uma empresa, não foge à regra, sabendo-se que cada candidato em fornecer o serviço, apresentam variações entre os seus respectivos critérios, que muitas vezes são conflitantes entre si e um modelo que dá suporte a decisão pode auxiliar o decisor a quem escolher, maximizando as suas preferências. Com este intuito, criou-se este trabalho, visto que se desenvolve um modelo de decisão multicritério utilizando a abordagem de MAUT para selecionar fornecedores de serviço em manutenção, que apresentem variações de parâmetros em meio a concepção Delay Time. Esta proposta de construção do modelo deu suporte a uma aplicação numérica na simulação de valores que chegam a utilidade individual da indisponibilidade e do custo, por fim a utilidade agregada entre ambos, que é justamente o que deseja-se saber, pois este valor da utilidade agregada permite realizar um ranking para selecionar o melhor fornecedor. Assim, criou-se três fornecedores fictícios, pela indisponibilidade de dados reais para verificar o comportamento do modelo, atribuindo-se valores ao custos (custo de falha 𝐶𝑓, custo de manutenção preventiva 𝐶𝑝 e custo de inspeção 𝐶𝑖) e também para os tempos (tempo de realizar uma ação preventiva 𝑇𝑝, tempo decorrente da uma falha 𝑇𝑓 e o tempo em realizar uma inspeção 𝑇𝑖). Os resultados revelaram que o primeiro fornecedor apresentou uma maior utilidade global 𝑈1(𝐷(𝑇),𝐶(𝑇)) de (0,89), portanto ficando na primeira colocação, seguido pelo Fornecedor 3 com 𝑈3(𝐷(𝑇),𝐶(𝑇)) de (0,886) e por último o Fornecedor 2 com 𝑈2(𝐷(𝑇),𝐶(𝑇)) de (0,856), sabendo-se que todos os três apresentam uma política que adota tempo entre inspeções (T).
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17034
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Engenharia de Produção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DarlanMarques - Dissertação - 2015.pdf2.03 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons