Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1689
Title: Avaliação da atividade antimicrobiana de fungos e actinobactérias endofíticos isolados de Conyza bonariensis (L.) Cronquist. (Rabo-de-Raposa)
Authors: Elvira Areias da Silva, Rosa
Keywords: Fungos; Microorganismos
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Elvira Areias da Silva, Rosa; Magali de Araújo, Janete. Avaliação da atividade antimicrobiana de fungos e actinobactérias endofíticos isolados de Conyza bonariensis (L.) Cronquist. (Rabo-de-Raposa). 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia de Produtos Bioativos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: Microrganismos endofíticos são encontrados em praticamente todas as plantas na natureza. Estes microrganismos residem no interior dos tecidos vegetais onde podem manter relações simbióticas, produzindo ou contribuindo para a produção de substâncias bioativas que poderão favorecer o desenvolvimento da planta. Essas substâncias, uma vez isoladas e caracterizadas, têm grande potencial para serem utilizadas pela medicina. Na maioria das vezes estas substâncias são produzidas por microrganismos endofíticos isolados de plantas utilizadas na medicina popular. Conyza bonariensis (L.) Cronquist, pertence à família Asteraceae, é popularmente conhecida como rabo-de-raposa. É utilizada pela medicina popular contra micoses superficiais. Foram isolados da planta Conyza bonariensis 53 fungos, 126 bactérias e quatro actinobactérias endofíticas. Houve maior ocorrência de bactérias nas raízes (16,33%) enquanto nas folhas houve maior predominância de fungos (10%). As actinobactérias apresentaram freqüência muito baixa (1,3%). A atividade antimicrobiana foi avaliada pelo método do Bloco de Gelose contra Staphylococcus aureus, Bacillus subtilis, Escherichia coli, Mycobacterium tuberculosis, Candida albicans, Malassezia furfur e M. simpodialis. As linhagens que apresentaram melhor atividade foram selecionadas para teste de difusão em disco dos seus fermentados. Eb26F, Eb3F, Eb30F, EbR84 apresentaram melhor atividade em meio Czapek (120h); EbR83 e EbR33, em meio MPE (120h), para a linhagem EbR32 o melhor meio foi BD (120h) e para a actinobactéria EbR49A o meio ISP-3 (72h). Os halos de inibição variaram entre 10mm e 30mm
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1689
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Biotecnologia Industrial

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4524_1.pdf991.04 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.