Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1666
Title: Cromossomo B e mapeamento físico dos sítios de DNAr 18S e histona H3 e H4 no gafanhoto Xyleus discoideus angulatus (ROMALEIDAE)
Authors: de Barros Machado da Silva, Carolina
Keywords: citogenética;FISH;polimorfismo;população
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Barros Machado da Silva, Carolina; José de Souza Lopes, Maria. Cromossomo B e mapeamento físico dos sítios de DNAr 18S e histona H3 e H4 no gafanhoto Xyleus discoideus angulatus (ROMALEIDAE). 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Os cromossomos B são elementos genéticos adicionais ao complemento normal que se caracterizam por um comportamento não mendeliano de herança e pela falta de homologia com os cromossomos do cariótipo. O gafanhoto Xyleus discoideus angulatus apresenta ampla distribuição no Nordeste Brasileiro além de polimorfismos para cromossomo B.No presente trabalho, foram analisados cromossomos meióticos de diferentes populações de X. d. angulatus com a finalidade de avaliar a prevalência, distribuição e influência do cromossomo B no processo meiótico dessa espécie. Adicionalmente, foi determinada tanto a localização dos sítios de DNAr 18S quanto dos sítios de histonas H3 e H4. Os resultados obtidos revelaram a presença de um único cromossomo B, similar ao X quanto ao tamanho, morfologia, ciclo picnótico e comportamento meiótico, em 29 machos dos 402 exemplares estudados. A presença do cromossomo B foi observada em oito das 11 populações analisadas. Devido a essa ampla distribuição, é provável que o surgimento desse polimorfismo seja antigo. A técnica de FISH permitiu revelar, em indivíduos portadores do cromossomo B, os sítios do gene ribossômico 18S situados na região pericentromérica do cromossomo X e dos bivalentes G3 e M4. Adicionalmente, os resultados utilizando sonda para histonas H3 e H4 mostraram a presença de três sítios localizados nos bivalentes G2, M4 e no cromossomo X. A ausência de sítios dos genes 18S, H3 e H4 no cromossomo B reforçam a hipótese previamente proposta sobre a provável origem autossômica desse elemento extra
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1666
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2765_1.pdf1.03 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.