Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16580
Title: Controle da asma e qualidade de vida em gestantes asmáticas
Authors: Maranhão, Aline Duarte
Keywords: Asma. Gravidez. Qualidade de vida.;Asthma. Pregnancy. Quality of life
Issue Date: 28-Aug-2014
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: A asma brônquica é uma doença caracterizada por sintomas como tosse, sibilos e dispneia, sendo considerada a principal doença respiratória a acometer gestantes e, quando mal controlada, está associada a maior risco de complicações na gravidez como pré-eclâmpsia, prematuridade e recém-nascidos de baixo peso ao nascer. Com o surgimento dos broncodilatadores e corticoides inalados houve um melhor controle das crises de asma, o que gerou um aumento do interesse também quanto à avaliação da qualidade de vida dos pacientes. Contudo, pouco há sobre a qualidade de vida em gestantes asmáticas. Sendo assim, este constitui um estudo observacional, analítico, transversal, cujo objetivo foi avaliar a associação entre o controle da asma e a qualidade de vida de pacientes asmáticas gestantes. Utilizou-se a classificação do Global Initiative for Asthma (GINA) e o Asthma Control Test (ACT) para a determinação do controle da asma. A qualidade de vida foi avaliada pelo uso do questionário do Hospital Saint George na Doença Respiratória (SGRQ). Foram selecionadas 51 gestantes atendidas no Ambulatório de Asma na Gravidez do Hospital das Clínicas de Pernambuco – UFPE. A idade média das pacientes foi de 26,4 + 5,7 anos e idade gestacional média de 24,4 + 6,8 semanas, com variações de 11 a 37 semanas de gestação. Foram evidenciadas correlações negativas significativas entre os escores do ACT e todos os domínios do SGRQ: escore total (r = −0,73; p < 0,001); de sintomas (r = −0,739; p < 0,001); de atividades (r = −0,605; p < 0,001); e de impacto (r = −0,604; p < 0,001). Pacientes classificadas como controladas pelo GINA também apresentaram menores médias do SGRQ ou seja, melhor qualidade de vida. Observou-se, neste estudo, elevada correlação entre o controle da asma pelo ACT e pelo GINA e que gestantes portadoras de asma controladas clinicamente apresentaram melhor qualidade de vida.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16580
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CONTROLE DA ASMA E QUALIDADE DE VIDA EM GESTANTES ASMÁTICAS.pdf2.48 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons