Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16463
Título: Terapia Fonoaudiológica e Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua em Pacientes com Parkinson
Autor(es): Vega, Diana Marcela Prieto
Palavras-chave: Voz; Doença de Parkinson; Disartria; Estimulação elétrica; Voice; Parkinson's disease; Dysarthria; Electrical Stimulation
Data do documento: 14-Set-2015
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Os principais sintomas da disartria hipocinética na doença de Parkinson (DP) são: redução da intensidade, tom e volume monótono, falhas na qualidade da voz, inadequada coordenação fonorespiratória, dificuldades na precisão articulatória, mudanças na velocidade da voz e dificuldades para iniciar e manter a fala. A estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC), é um método não invasivo e uma alternativa segura para modificações na excitabilidade cortical sendo uma ferramenta alternativa para o manejo de diferentes desordens psiquiátricas e neurológicas, entre elas o Parkinson. O objetivo da presente pesquisa é analisar a eficácia da aplicação da ETCC na área de Broca e aumentar os efeitos terapêuticos do tratamento fonoaudiológico convencional em pacientes com diagnostico neurológico de doença de Parkinson. Um total de 18 pacientes participaram deste estudo, (idade média de 61,1 ± 3,6 anos; 14 homens) com diagnóstico neurológico de doença de Parkinson nos estágios Hoehn & Yarh I, II e III. Para este estudo, a metodologia foi desenvolvida em três fases. Fase 1 (Avaliação): os pacientes foram avaliados em dois momentos, em estado Off e On, e para o processo avaliativo foi utilizado o Protocolo de Avaliação da Disartria de Origem Central em Pacientes com doença de Parkinson. Fase 2 (Intervenção): consistiu em 10 sessões de intervenção, estas eram distribuídas três vezes por semana com um intervalo de 48 horas entre cada uma. Cada sessão durava 60 minutos; os primeiros 20 minutos corresponderam à aplicação da ETCC (real ou falsa) e os próximos 40 minutos à terapia em fonoaudiologia. Ao finalizar cada sessão era feita o registro vocal. Fase 3 (Encerramento terapêutico): correspondeu ao processo de reavaliação sendo feito o mesmo processo da fase 1. Os sujeitos do estudo foram randomizados em dois grupos (experimental e controle). Para usar a ETCC real (grupo experimental), era colocado o eletrodo ânodo sobre a área de Broca e o cátodo na região supraorbital direita, com intensidade de 2mA durante 20 minutos. Para a ETCC falsa (grupo controle) era feito o mesmo posicionamento dos eletrodos mas após 30 segundos o equipamento que gera corrente continua era automaticamente desligado. Os resultados deste estudo são apresentados no artigo original intitulado: “Transcranial Direct Current Stimulation in Broca’s Area at Parkinson’s Disease Patients”. Os resultados de nosso estudo indicaram que houve efeito positivo da ETCC e a terapia fonoaudiológica sob a articulação no grupo experimental. Assim mesmo foi observado que a terapia melhora os resultados totais do protocolo de avaliação da disartria tanto no grupo experimental quanto no grupo controle. Em conclusão nosso estudo sugere que a terapia fonoaudiológica traz benefícios na comunicação oral dos pacientes com doença de Parkinson nos estágios iniciais. Além disso, foram observados os efeitos positivos da ETCC anódica e o trabalho terapêutico sobre a articulação da fala. Portanto, pode-se considerar a intervenção fonoaudiológica como o método efetivo para tratar a disartria hipocinética, porém ainda assim faltam determinar os efeitos da ETCC sobre as outras áreas de comunicação oral, como também definir parâmetros de estimulação, identificar outras áreas do córtex cerebral a estimular e conhecer os efeitos a longo prazo.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16463
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Neuropsiquiatria e Ciência do Comportamento

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Disserta_Mest.DianaPrietoVega.pdf7,59 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons