Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16276
Title: O Oriente médio na política externa do Governo Lula (2003-2010)
Authors: SANTOS, Deijenane Gomes dos
Keywords: Ciência Política.; Relações internacionais; Brasil; Oriente Médio.; Brasil – Política e Governo – 2003-2010
Issue Date: 27-Jul-2015
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Esta dissertação se propõe a descrever a Política Externa do Brasil (PEB) para o Oriente Médio durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010). Ao assumir o poder, Lula buscou estreitar os laços diplomáticos com os países daquela região, a qual, em retrospecto histórico, sempre foi tratada como uma área de baixa prioridade para a PEB, apesar de o Oriente Médio ser uma zona de suma importância para a estabilidade internacional. Dessa forma, foi feito um breve resumo das relações entre o Brasil e o Oriente Médio desde 1946 até o governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e em seguida, analisou-se os principais aspectos que definiram a atuação da PEB para a região em questão durante os mandatos de Lula. Para responder a pergunta desta pesquisa, qual seja: em que medida a PEB para o Oriente Médio durante o governo Lula diferiu daquela praticada desde 1946 até o governo de Fernando Henrique Cardoso, o presente estudo examinou as posições do Brasil em questões importantes concernentes ao Oriente Médio, a saber, o conflito entre Israel e Palestina e a questão nuclear iraniana; além disso, foram quantificados e analisados os acordos bilaterais assinados entre o governo brasileiro e os países do Oriente Médio; iniciativas como a Cúpula América do Sul-Países Árabes (ASPA); o nível de comércio entre as partes e a atuação de empresas nacionais em solo árabe, entre outros fatores. A partir destas observações, percebeu-se que, a PEB do governo Lula não se distanciou completamente daquela que se vinha praticando desde o fim da Segunda Guerra, porém, em termos qualitativos e quantitativos, houve uma aproximação significativa do Brasil com os países da região. Em suma, poder-se-ia afirmar que a abordagem do governo Lula para o Oriente Médio foi inovadora em comparação com os mandatários anteriores, o que, entre outros motivos, pode ser atribuído, principalmente, ao papel das lideranças responsáveis pela formulação da PEB para o Oriente Médio.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16276
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciência Política

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Versão.Digital.pdf6.79 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons