Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1624
Título: Avaliação dos efeitos do inibidor de fosfodiesterase 5 sobre a ovogênese de camundongos
Autor(es): DONATO, Mariana Aragão Matos
Palavras-chave: Fosfodiesterase-5; iPDE5; Enzimas
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Aragão Matos Donato, Mariana; Alves Peixoto, Christina. Avaliação dos efeitos do inibidor de fosfodiesterase 5 sobre a ovogênese de camundongos. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: O Vardenafil é um potente vasodilatador, com uso no tratamento de pacientes com disfunção erétil. Seu mecanismo de ação baseia-se na inibição seletiva da fosfodiesterase-5 (PDE5), específica para o monofosfato de guanosina cíclico (GMPc). As fosfodiesterases são enzimas capazes de regular os níveis de AMPc e GMPc por hidrólise, sua função tem sido indicada como alvo para novos agentes terapêuticos, que atuem através da inibição de suas isoenzimas. O tratamento crônico com Vardenafil tem sido utilizado com sucesso em casos de hipertensão pulmonar, onde a progressão da doença pode levar a uma falência do ventrículo direito e conseqüente morte do paciente. Apesar de ser uma droga utilizada em altas doses por períodos longos, pouco se conhece sobre seu efeito em outros sistemas, uma vez que os nucleotídeos cíclicos cGMP e cAMP têm diferentes efeitos de acordo com o tipo celular, e suas funções ovarianas não estão bem descritas. Pela falta de esclarecimentos sobre a atividade da Vardenafil em outras células, faz-se necessário estudar o mecanismo de ação desta droga sobre a ovogênese de pacientes submetidas à terapia oral com o Vardenafil, uma vez que a PDE5 já foi caracterizada em folículos e oócitos (SASSEVILLE et al, 2005). Camundongos foram tratados com o inibidor de fosfodiesterase Vardenafil, que aumenta os níveis intracelulares do cGMP, e seus ovários utilizados para avaliação dos efeitos dessa droga. O presente estudo demonstra que o tratamento com o inibidor de fosfodiesterase 5 altera a morfologia das células luteais, sugerindo que induzir níveis altos de cGMP pode afetar essas células
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1624
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Biológicas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo1570_1.pdf9,65 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.