Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16188
Title: Liderança e autonomia nas novas formas de organização do trabalho: uma análise de empresas de tecnologia da informação em Pernambuco
Authors: Conceição Neto, Vera Lúcia da
Keywords: Liderança; Autonomia; Novas Formas de Organização do Trabalho; Tecnologia da Informação; Leadership; Autonomie; Nouvelles Formes d’Organisation Du Travail
Issue Date: 10-Dec-2014
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Esta tese analisou como se estrutura a autonomia dos liderados na relação estabelecida com seus líderes na nova organização do trabalho, especificamente em duas empresas de TI em Pernambuco. As novas formas de organização do trabalho (NFOT) articulam o discurso de que as empresas de TI, por possuir ambientes mais flexíveis, adotam uma estrutura orgânica com melhores condições no local de trabalho, liderança funcionalmente eclética e participativa horizontalmente, divisão do trabalho flexível, adoção do poder compartilhado na sua prática que favorecem a autonomia no trabalho. Portanto, esta tese apresenta uma construção teórica e empírica que visou o entendimento da liderança e da autonomia nas NFOT. Seu objeto de estudo foi os líderes intermediários (supervisores, coordenadores, encarregados) e os seus liderados. A abordagem é qualitativa de perspectiva construcionista que contemplou a análise crítica do discurso. Optou-se por um estudo comparativo entre duas empresas de TI que averiguou as convergências e as divergências nas suas práticas. Concluiu-se que numa mesma organização as práticas flexíveis da liderança podem coexistir com as práticas tradicionais de controle burocrático. A autonomia não está isenta dos conflitos e das tensões no ambiente de trabalho, e apesar de existir choques com os procedimentos e as políticas da estrutura e das relações de poder, ela se realiza e acontece. O líder principal por meio da sua personalidade impõe uma estrutura de NFOT que permite o engajamento de poder e a vivência da autonomia na prática. Por outro lado, constatou-se que as organizações indicadas como NFOT nem sempre permitem a autonomia, sendo mais um processo evolucionário da burocracia disfarçado de NFOT.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16188
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese VeraNeto2014.pdf3.74 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons