Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16090
Title: O multiculturalismo no material didático na sala de aula de língua inglesa: por uma escolha livre do vir a ser um intercambista
Authors: Patápio, Margareth Regina Ferreira de Andrade
Keywords: Multiculturalismo. Internacionalização universitária. TASCH. Argumentação. Elaboração de material didático.;Multiculturalism. University Internationalization. SCHAT. Argumentation. Didactic material elaboration.
Issue Date: 24-Mar-2015
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Esta pesquisa visa à elaboração de materiais didáticos e à sua aplicação em uma sala de aula de língua inglesa em um curso de extensão da UFPE. Por estar situada na Linguística Aplicada, devido a seu caráter interdisciplinar, e por fazer parte do grupo Linguagem, Línguas, Educação e Escola (LIGUE), a pesquisa assume a perspectiva da Teoria da Atividade Sócio-Histórico-Cultural (TASCH), que focaliza o estudo das atividades em que os sujeitos estão em interação com outros em contextos culturais determinados e historicamente dependentes. (LIBERALI, 2009). Situado sócio-historicamente no momento de internacionalização universitária atual, o material didático elaborado tem como objetivo expandir os conhecimentos em língua inglesa; e, além disso, trazer para a sala de aula a possibilidade de o aluno ter uma visão multicultural por meio da performance, da observação e do contraste de situações típicas da vida universitária em diferentes culturas dentro da atividade social programa de intercâmbio universitário. Nesse cenário, a organização argumentativa tem papel determinante no desenvolvimento da capacidade de formular e defender pontos de vista, pois o diálogo entre eles (LEITÃO, 2011) confronta os indivíduos com múltiplas perspectivas acerca de um tópico, possibilitando-lhes, portanto, exame, compreensão e apropriação de uma multiplicidade de posições sobre um mesmo tema. A Pesquisa Crítica de Colaboração -PCCOL, (MAGALHÃES,\2007) foi adotada como metodologia por permitir que todos os seus sujeitos tenham participação ativa na construção do conhecimento, criando, modificando e ampliando as possibilidades de trabalho. Na análise e discussão dos dados, foram considerados conceitos inerentes à TASCH, aspectos enunciativos, discursivos e linguístico-discursivos, conforme proposto em Liberali (2009), além de consonância com as vozes teóricas escolhidas. O resultado mostra o papel do material didático, elaborado pela professora-pesquisadora, na conscientização do aluno como sujeito que faz escolhas.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16090
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert_Margarete_BC.pdf4.06 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons