Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16079
Título: Rochas ornamentais do Espírito Santo e do Nordeste: avaliação da aplicabilidade através da caracterização tecnológica
Autor(es): Oliveira, Glenda Aparecida Rodrigues de
Palavras-chave: Rocha ornamental; Caracterização Tecnológica; Litotipos; Ornamental rock; Technological characterization; Lithotypes
Data do documento: 3-Jul-2015
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Este trabalho consiste na avaliação dos resultados obtidos por meio de análise petrográfica e ensaios tecnológicos de sete litotipos de colorações cinza e amarela do Espírito Santo (Cinza Andorinha, Cinza Corumbá, Arabesco e Santa Cecília) e do Nordeste (Cinza Pocinhos, Cinza Corumbá e Amarelo Ipanema). Estes materiais são utilizados como rochas ornamentais e a determinação das correlações existentes entre essas características têm fundamental importância na investigação do desempenho e da durabilidade da rocha na função que lhe é destinada. Em se tratando de rochas de composição granítica, os resultados obtidos foram comparados àqueles estabelecidos pelas normas ABNT NBR 15844 (brasileira) e ASTM C 615 (americana). Segundo a NBR 15844 da ABNT, os ensaios necessários para a caracterização de rochas com finalidade ornamental são: análise petrográfica, índices físicos, resistência à flexão, resistência ao impacto de corpo duro, resistência à compressão, congelamento e degelo conjugados à compressão, desgaste Amsler e dilatação térmica, embora nem todos tenham sido realizados para os vários tipos de rochas estudados. Problemas técnicos impediram algumas análises. Os resultados dos materiais cinzas, independentemente de sua origem, são compatíveis com aqueles preconizados pela NBR 15844 e ASTM C 615, entretanto, os de coloração amarela apresentam valores muito próximos dos limites das normas. Isto pode ser explicado a partir da cor que é indício de processos de alteração, principalmente de minerais ferromagnesianos, (oxidação, hidroxidação, hidratação) que modificam as características de resistências dos materiais através de aumento de porosidade e absorção de água aparentes. Sabe-se que o aumento de porosidade diminui a resistência à compressão e consequentemente a resistência à tração (flexão). A maioria dos litotipos estudados apresentam valores adequados para utilização como material ornamental, com restrições para os litotipos de coloração amarela, que necessitam de impermeabilização quando de seu uso em áreas úmidas. Observa-se ainda que uma análise petrográfica/mineralógica mais aprofundada dos litotipos é recomendada para a previsão e aferição das propriedades físicas e mecânicas, bem como a correlação dos mesmos, com outros ensaios tecnológicos não apresentados neste trabalho para os litotipos estudados.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16079
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Mineral

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao GlendaOliveira.pdf2,23 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons