Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16073
Título: Utilização das informações gerenciais para tomada de decisão: um estudo exploratório no arranjo produtivo local de confecção do Estado de Pernambuco
Autor(es): ARAÚJO, Juliana Gonçalves de
Palavras-chave: Arranjo Produtivo Local; Ferramentas Gerenciais; Gestão de Custos; Gestão de Caixa; Formação de Preço; Cluster; Management Tools; Cost Management; Cash Management; Price Management
Data do documento: 10-Fev-2015
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O objetivo deste trabalho foi investigar qual o nível de utilização das informações gerenciais pelos gestores do Arranjo Produtivo Local de confecção do Estado de Pernambuco no momento de tomada de decisões. Os dados foram coletados através da aplicação de um questionário no ano de 2014, cuja elaboração foi realizada através da elaboração de uma matriz com estudos anteriormente realizados. O instrumento constou de 46 questionamentos segregados em três seções: variáveis de perfil, variáveis de gestão de custos e formação de preço e gestão de caixa. A coleta de dados se deu através de visitas aos eventos de moda e empreendedorismo, assim como visitas in loco. Para verificar se os gestores empregam as ferramentas estudadas (gestão de custos e formação de preço, e gestão de caixa), fez-se uso da estatística descritiva e inferencial, com a aplicação do Teste de Qui-Quadrado, adotando-se um nível de confiança de 95%. A amostra desse estudo resumiu-se a 52 empresas, caracterizadas, na maior parte, como Microempresa, e, em menor grau, como Pequena Empresa, de tais formas classificadas segundo o número de funcionários. Como resultado, percebeu-se que as empresas apresentam um nível de utilização das ferramentas insatisfatório e que é preciso atentar para a importância da continuidade da formação educacional dos indivíduos. Constatou-se, também, que as ferramentas são utilizadas de modo intuitivo, posto que a maioria dos respondentes não detém conhecimento conceitual mínimo acerca das práticas estabelecidas, como ponto de equilíbrio, métodos de custeio, margem de contribuição e orçamento de caixa. Quanto às associações encontradas, observou-se que o fato de a empresa ser mais antiga, possuir maior faturamento, segregar entre os gastos pessoais e empresariais, ter gestor com maior formação acadêmica ou atentar para relatórios na tomada de decisão influencia o nível de utilização das ferramentas. Por outro lado, aqueles que possuem recursos advindos de assistência familiar tendem a demonstrar menor utilização das ferramentas gerenciais. Esse estudo apresenta como limitação a quantidade obtida de questionários respondidos e a restrição quantitativa de análise. Como sugestão para pesquisas futuras, enfatiza-se a averiguação de fatores que influenciam na determinação do preço de venda, visto que esse estudo encontrou variáveis com associações estatisticamente significantes.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16073
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Contábeis

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JULIANA GONÇALVES DE ARAÚJO.pdf1,75 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons