Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/15661
Title: Impactos da religiosidade na relação indivíduo-organização
Authors: SANTOS, Camila Rodrigues Silva
Keywords: Religiosidade;Relação Indivíduo-organização;Sucesso profissional;Religiosity;Relationship individual-organization;Professional success
Issue Date: 2-Mar-2015
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: A dimensão humana das organizações, em especial o Comportamento Organizacional, é um dos principais condicionantes do desempenho de uma instituição ou empresa. Isso envolve tanto elementos coletivos, tais como normas, costumes, crenças compartilhadas e cultura organizacional como um todo, quanto componentes individuais ligados a atitudes, valores, motivação e sociabilidade. Já a religiosidade é um elemento reconhecidamente importante para a espécie humana, sendo impossível separar tais elementos da dimensão profissional de um indivíduo. Reconhecendo isso, bem como uma escassez de estudos acerca do assunto, o presente estudo aborda a perspectiva da religião no trabalho, associada com a prática de tradições de fé, com o objetivo de verificar os impactos da religiosidade sobre as pessoas e a maneira como esta relação influencia o desempenho do indivíduo na organização, com ênfase na atuação no trabalho, relações com colegas, chefes e subordinados, liderança e carreira profissional. Para tanto, foram estudados um total de 784 indivíduos adultos de ambos os sexos e idade, escolaridade e renda variadas, que tinham vínculo organizacional, seja em organização pública, privada, ONG ou possua empresa própria, todos residentes na Região Metropolitana do Recife, em exercício de suas atividades em organizações dos mais diversos setores. A cada participante foi aplicado um instrumento de pesquisa especialmente preparado abarcando dados demográficos, a ocupação, vida profissional, liderança e religiosidade. Uma vez coletados os dados, foram utilizados métodos estatísticos diversos para a sua análise, bem como conceitos da teoria das probabilidades. A sociodemografia da amostra foi caracterizada por meio de estatística descritiva, o mesmo ocorrendo com as principais variáveis dependentes. Coeficientes de correlação avaliaram o grau de associação entre pares de variáveis e foram usadas análise de aglomerados, análise fatorial, smallest space analysis, técnicas de regressão múltipla e análises de confiabilidade para levantamento de modelos, determinar a consistência de indicadores. Foram criados indicadores de liderança, de sucesso profissional. Foi possível, ainda, identificar indicadores de Religiosidade relacionados a Crenças 1, Crenças 2, Crenças 3, Intolerância, Moderação e Puritanismo, ligados a conceitos estruturadores importantes. Os componentes nucleares da Religiosidade parecem ser o Crenças 1, Crenças 3 e, particularmente, o Crenças 2. Crenças 2 consta entre os condicionantes independentes do Sucesso profissional, ao lado de escolaridade, experiência profissional e quantidade de trabalho. A relação entre Crenças 2 e vida profissional parece ser mediada pela escolaridade, sendo a associação mais forte e relevante entre aqueles com menos instrução. Crenças 2 associa-se positivamente a indicadores de Cumprimento de Metas, Relacionamento, Satisfação e Liderança, mas negativamente com a progressão do nível do cargo e da renda. Percebe-se, portanto, que a religiosidade tem efeito sobre o trabalho, porém este efeito aparece apenas nas pessoas de escolaridade mais baixa. Nas pessoas com alta escolaridade, os aspectos religiosos são soterrados por outros fatores que são considerados mais importantes. Esta parece ser a principal relação entre a religião e os aspectos da vida profissional, que é a proposta central deste trabalho.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/15661
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Camila Rodrigues (2).pdf1.52 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons