Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1562
Título: Síntese, determinação estrutural citotóxica in vitro de novos compostos de coordenação de platina contendo como ligantes compostos imidazolidínicos derivados da 2-tioxo-imidazolidin-4-ona e da Imidazolidina-2,4-diona
Autor(es): dos Santos Carvalho, Manuela
Palavras-chave: Câncer;Citotoxicidade;Complexos metálicos;Imidazolidina-2,4-diona;Cisplatina
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: dos Santos Carvalho, Manuela; Lins Galdino, Suely. Síntese, determinação estrutural citotóxica in vitro de novos compostos de coordenação de platina contendo como ligantes compostos imidazolidínicos derivados da 2-tioxo-imidazolidin-4-ona e da Imidazolidina-2,4-diona. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: A cisplatina é um quimioterápico altamente potente comumente usado em muitos tipos de neoplasias humanas, porém devido a muitas limitações, há a necessidade de busca de novos agentes anticâncer menos tóxicos e mais seletivos, sendo assim, uma variedade de complexos de platina (II) com ligantes contendo nitrogênio, tem sido alvo de intensa avaliação biológica. Os complexos contendo derivados hidantoínicos como ligantes, tem sido relatados possuir atividade citotóxica/antitumoral Os compostos das Séries Cx, LPSF/NN, LPSF/MS foram sintetizados e submetidos à avaliação citotóxica utilizando 4 diferentes linhagens de células cancerígenas. Também foi realizada avaliação da atividade hemolítica. Dos compostos avaliados os da série LPSF/MS apresentaram-se mais ativos, os valores de IC50 para o composto LPSF/MS-6 demonstraram atividade citotóxica para todas as linhagens celulares testadas, superando a IC50 do fármaco antitumoral de referência, a doxorrubicina (Dox). Foi observado pelas análises de SAR que os fatores eletrônicos e lipofílicos influenciaram na resposta biológica. A análise da atividade hemolítica sugere que a atividade citotóxica, não é devido a danos diretos sobre a membrana plasmática
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1562
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Ciências Biológicas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo1569_1.pdf1,61 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.