Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/15254
Título: Conhecimento e crenças sobre o uso de plantas medicinais no tratamento das cefaleias
Autor(es): SILVA, Amanda Araújo da
Palavras-chave: Plantas medicinais.; Cefaleia; Crença.; Placebo.; Conhecimento científico
Data do documento: 5-Mar-2015
Editor: UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
Resumo: O uso das plantas medicinais é a forma mais antiga de medicação. Muitos dos medicamentos que conhecemos hoje são oriundos de fontes animais e vegetais, porém apenas recentemente sua eficácia foi comprovada, através de comprovações científicas, fundamentando os Programas de assistência a saúde complementar da Organização Mundial de Saúde. É comprovado que diversas plantas contêm ingredientes biodinâmicos medicinalmente benéficos que foram testados clinicamente através de processos laboratoriais; outras plantas estão sendo testadas até os dias atuais. Contudo, ainda há uma lacuna quanto a toxidade das plantas e ao mal conhecimento desse mecanismo. O principal objetivo é elucidar as plantas medicinais que são utilizadas na Região Metropolitana do Recife para o tratamento das cefaleias e verificar se há associação entre o conhecimento popular e o conhecimento científico. O estudo foi observacional e descritivo, em duas fases: 1) entrevistas semiestruturadas realizadas com os vendedores dos Mercados Públicos; 2) revisão narrativa através das bases de dados PUBMED e SCIENCEDIRECT. As principais plantas mencionadas foram: colônia (Alpinia speciosa), anis estrelado (Illicium verum) anador ou chambá (Justicia pectoralis) e babatenon ou barbatimão (Stryphnodendron), as quais, através da revisão, foram identificadas como portadoras de substâncias anti-inflamatórias e analgésicas que são capazes de melhorar a condição de saúde do indivíduo.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/15254
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Neuropsiquiatria e Ciência do Comportamento

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Amanda Araujo da Silva.pdf1,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons