Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/15252
Título: Influência do parto prematuro vivenciado como evento traumático no vínculo mãe-bebê
Autor(es): PONTES, Gabriela Arruda Reinaux
Palavras-chave: Parto; Prematuro; Vinculo
Data do documento: 27-Fev-2015
Editor: UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
Resumo: O parto prematuro poderia ser vivenciado como evento traumático e estar associado com pior vínculo mãe-bebê devido ao estresse psicológico gerado nas mães confrontadas com um nascimento prematuro. Este estudo teve como objetivo geral analisar a relação entre o parto prematuro vivenciado como evento traumático e o vínculo mãe-bebê; e como objetivos específicos: verificar a associação entre os fatores obstétricos e bio-sociodemográficos relacionados ao parto prematuro vivenciado como evento traumático; identificar associações entre as características da relação mãe-bebê prematuro entre as puérperas que vivenciaram e aquelas que não vivenciaram o parto prematuro como um evento traumático. A metodologia adotada foi o estudo inferencial transversal; os instrumentos de coleta de dados foram a ficha e a entrevista semiestruturada. A coleta de dados foi realizada em Hospital Maternidade do município de Caruaru (PE), no período de agosto de 2013 a abril de 2014 no Alojamento canguru. Os resultados apontaram que o parto prematuro foi tomado como traumático em 43 (71,7%) das puérperas analisadas. O sentimento de ligação materna “triste” e a variável, se a pesquisada trabalhava ou não, foram as únicas que mostraram associação significativa com a ocorrência do parto prematuro como evento traumático. Concluiu-se que o parto prematuro foi considerado um evento traumático para algumas mães e esse fato pode ter exacerbado nas mães sentimentos mais negativo principalmente o de tristeza, em relação ao seu bebê. No entanto, o parto prematuro, como evento traumático, não comprometeu significativamente o vínculo mãe-bebê das mães internadas no Alojamento Canguru.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/15252
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Neuropsiquiatria e Ciência do Comportamento

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Gabriela Arruda Renaux Pontes.pdf676,76 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons