Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/15221
Título: Incidência de transtorno mental comum e violência por parceiro íntimo
Autor(es): MENDONÇA, Marcela Franklin Salvador de
Palavras-chave: Violência contra a Mulher; Transtornos Mentais; Estudos Epidemiológicos
Data do documento: 27-Ago-2015
Editor: UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
Resumo: OBJETIVO: Investigar a associação da violência por parceiros íntimos relatada contra as mulheres nos últimos doze meses e últimos sete anos com a incidência dos transtornos mentais comuns. MÉTODOS: Estudo de coorte prospectivo com 390 mulheres de 18 a 49 anos, cadastradas no Programa Saúde da Família da cidade do Recife, PE, entre julho de 2013 a dezembro de 2014. A saúde mental foi avaliada pelo Self Reporting Questionnaire-20 (SRQ-20). A violência por parceiro íntimo foi definida por atos concretos de violência psicológica, física e sexual infligidos à mulher pelo parceiro. A regressão de Poisson foi utilizada para estimar o risco relativo (RR) e intervalos de confiança a 95% da associação entre transtorno mental comum e violência por parceiro íntimo. . RESULTADOS: A incidência dos transtornos mentais comuns foi de 44,6% entre as mulheres que relataram violência nos últimos doze meses e de 43,4% nas que relataram violência nos últimos sete anos. Os transtornos mentais mantiveram-se associados à violência psicológica (RR= 3,0, IC95%: 1,9; 4,7 e RR=1,8, IC95%: 1,0; 3,7 nos últimos 12 meses, e sete anos, respectivamente), mesmo na ausência de violência física ou sexual. Quando a violência psicológica esteve combinada com violência física ou sexual, o risco dos transtornos mentais comuns foi ainda mais elevado, tanto nos últimos doze meses (RR=3,1; 95%IC 2,1; 4,7) quanto nos últimos sete anos (RR=2,5; 95% IC 1,7; 3,8). CONCLUSÕES: A violência por parceiro íntimo está associada à incidência de transtornos mentais comuns nas mulheres. É fundamental o tratamento das consequências da VPI e o apoio às mulheres na busca de proteção para si pelos serviços públicos.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/15221
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Saúde Coletiva

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Marcela Mendonça.pdf2,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons