Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1510
Title: Desenvolvimento fetal e função renal em ratos submetidos a uma sobrecarga de sódio durante a vida pré-natal
Authors: Dias Cardoso, Henriqueta
Keywords: estresse oxidativo;placenta;ritmo de filtração glomerular;fluxo sangüíneo renal;sobrecarga de sódio;desenvolvimento fetal
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Dias Cardoso, Henriqueta; Durce Oliveira da Paixão, Ana. Desenvolvimento fetal e função renal em ratos submetidos a uma sobrecarga de sódio durante a vida pré-natal. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Bioquímica e Fisiologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: Evidências apontam uma relação inversa entre o crescimento pré-natal e doença renal no adulto. Neste estudo foram avaliados parâmetros correlacionados com o desenvolvimento fetal, tais como estresse oxidativo (Ox) placentário e volume plasmático (VP) de mães mantidas com sobrecarga de sódio. Adicionalmente, a função renal da prole destas mães foi avaliada na idade adulta. Ratas Wistar foram mantidas com uma solução de cloreto de sódio 0,17 M, em substituição a água de beber, a partir de vinte dias antes do acasalamento até o vigésimo dia de prenhez/parto ou até o final da lactação. O Ox de tecidos maternos e da prole, o VP e a proteinúria 24h (Uprot-24h) foram medidos através de métodos colorimétricos. A prole, ratos machos, aos 90 dias de idade teve a hemodinâmica renal avaliada através de transdutor de pressão sangüínea, sonda de fluxo e clearance de inulina para mensurar a pressão arterial média (PAM), fluxo sanguíneo renal e ritmo de filtração glomerular respectivamente. O número de néfrons (NN) foi contado em suspensão renal. As mães não apresentaram alterações de VP, Ox placentário, bem como peso fetal, contudo, Uprot 24h esteve (150%, p<0,05) mais elevada. O grupo submetido à sobrecarga de sódio durante o período pré-natal apresentou Uprot-24h aumentada (45%, p<0,05) e PAM, hemodinâmica renal, NN, Ox renal inalterados. O grupo submetido à sobrecarga de sódio adicionalmente durante a lactação mostrou aumento de Uprot-24 h (27%, p<0,05), Ox renal (44%, p<0,05), redução do RFG (12%, p<0,05), aumento do VP (26%, p<0,05) e PAM, NN inalterados. Embora que entre os parâmetros maternos avaliados apenas a proteinúria tenha se apresentado elevada e o crescimento fetal não tenha apresentado retardo, os animais submetidos à sobrecarga de sódio durante o período pré-natal apresentaram alteração da função renal na idade adulta. Portanto, a sobrecarga de sódio expandida durante a lactação exacerbou as alterações produzidas durante o período pré-natal
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1510
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
hdc.pdf561.54 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.