Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14991
Título: As possibilidades semânticas das fontes de texto: um estudo a partir da prática projetual do designer de tipos
Autor(es): CUNHA, Luiza Falcão Soares
Palavras-chave: Desenho (Projetos); Projeto Gráfico (Tipografia); Semântica; Fontes digitais
Data do documento: 28-Jul-2014
Editor: UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
Resumo: As fontes de texto possuem em seu íntimo uma prerrogativa fundamental que caracteriza sua existência: tipografias dessa natureza devem possuir formas que facilitem a decodificação de seus caracteres por parte do leitor, para não atrapalharem sua legibilidade. Inovações radicais quanto aos seus desenhos podem gerar resistência por parte do leitor, prejudicando o processo de leitura. No entanto, para se destacar entre o grande e crescente número de fontes existente no mercado, os tipos devem variar suas formas, com o intuito de colaborarem para uma melhor experiência de leitura. Percebe-se que as fontes de texto possuem uma dualidade constitutiva: a capacidade de passarem despercebidas ao olhar do leitor, e ao mesmo tempo, apresentarem inovações formais capazes de auxiliar os requisitos técnicos e conceituais de uma mensagem predominantemente textual. Assim como as pesquisas relativas à sua usabilidade, as pesquisas sobre as possibilidades semântica da tipografia são essenciais para o entendimento completo de suas possibilidades comunicacionais. O presente estudo procura entender como os designers de tipos entendem e trabalham com a dimensão semântica das fontes de texto. É investigado, através de entrevistas semi-estruturadas, se os sujeitos responsáveis pelo desenho dos caracteres os encaram como portadores de significados, e como é trabalhada a dimensão semântica da tipografia ao longo do processo projetual de uma fonte de texto. A partir das informações obtidas nessa etapa são elaborados questionários a serem aplicados aos dois grupos de usuários das fontes – os especialistas e os não-especialistas –, com o intuito de estudar se eles percebem as diferenças formais entre os tipos e como atribuem conceitos subjetivos às fontes de texto.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14991
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Design

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DissertaçaoLUIZAFALCAO - ABNT_finalizada.pdf25,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons