Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14977
Title: Diversidade das lagostas Anomura (Chirostylidae, Munididae e Munidopsidae) da Bacia Potiguar, Nordeste do Brasil e biologia populacional das espécies Munida iris A. Milne-Edwards, 1880 e Agononida longipes (A. Milne-Edwards, 1880)
Authors: NEGROMONTE, Aurinete Oliveira
Keywords: Oceanografia;Mar profundo;Estudo populacional;Galateídeos
Issue Date: 27-Feb-2015
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
Abstract: O presente estudo teve como objetivo registrar as espécies das famílias Chirostylidae, Munididae e Munidopsidae ocorrentes na região da Bacia Potiguar, além de descrever a estrutura populacional e crescimento relativo das lagostas mais abundantes da área. O material é proveniente de coletas realizadas durante a execução do projeto “Avaliação da Biota Bentônica e Planctônica na porção offshore das Bacias Potiguar e Ceará (BPot)”. Foram realizadas 40 coletas, sendo 20 em dezembro de 2009 e 20 em maio de 2011, nas isóbatas de 150 m, 400 m, 1000 m e 2000 m. Em cada isóbata foram feitas 5 estações em triplicata. Os exemplares foram identificados ao nível de espécie e sexados de acordo com a posição do gonóporo. Das espécies mais abundantes foram aferidas as seguintes medidas: Comprimento da Carapaça (CC), Largura da Carapaça (LC), Largura do Abdômen (LA), Comprimento da Quela direita (CQd), Comprimento da Quela esquerda (CQe), Largura da Quela direita (LQd) e Largura da Quela esquerda (LQe), posteriormente foram relacionadas através da equação potência y = a x b, CC foi utilizado como variável independente (x) e as demais dimensões corporais (variáveis dependentes, y). Foi contabilizado um total de 2073 indivíduos, distribuídos em 3 famílias e 10 espécies, sendo 1 da família Chirostilydae Ortmann, 1892: Uroptychus nitidus (A. Milne Edwards, 1880); 6 da família Munididae Ahyong, Baba, Macpherson, Poore, 2010: Agononida longipes (A. Milne Edwards, 1880), Munida constricta A. Milne Edwards, 1880, M.unida forceps A. Milne Edwards, 1880, Munida iris A. Milne Edwards, 1880, Munida microphthalma A. Milne Edwards, 1880 e Munida valida Smith 1883; e 3 da família Munidopsidae Ortmann, 1898: Galacantha rostrata A. Milne Edwards, 1880, Munidopsis nitida (A. Milne Edwards, 1880) e Munidopsis sigsbei (A. Milne Edwards, 1880). As espécies M. iris e A. longipes foram as mais abundantes. A proporção sexual de M. iris e variou significativamente ( ² = 5,54), sendo os machos dominantes (1,26:1), já entre fêmeas não-ovígeras e fêmeas ovígeras não houve variação significativa ( ² = 2,41 ) (1,25:1). Para A. longipes houve diferença significativa na proporção macho e fêmeas ( ² = 122,42), sendo os machos dominantes (1,84:1) e também na proporção fêmeas não-ovígeras e fêmeas ovígeras ( ² = 74,0), sendo as fêmeas não-ovígeras dominantes (2,26:1). Na curva de maturidade morfológica de M. iris, os machos atingem a fase adulta em 14,5 mm CC e as fêmeas em 12,8 mm CC e de A. longipes o valor obtido para os machos foi de 14,25 mm CC e para as fêmeas foi de 13,75 mm CC. Os machos de M. iris apresentaram crescimentoalométrico positivo nas relações CC vs. LC e CC vs. CQd, isométrico na relação CC vs. LA e negativo em CC vs. LQd; as fêmeas apresentaram crescimento alométrico positivo nas relações CC vs. LA e CC vs. CQd, e negativo em CC vs. LC e CC vs. LQd. As fêmeas ovígeras apresentaram crescimento negativo em quase todas as relações (CC vs. LC, CC vs. LA e CC vs. LQd), e apenas na relação CC vs. CQd apresentou crescimento positivo, mostrando que as fêmeas separam os períodos de crescimento e reprodução, investindo energia em apenas um período por vez. A espécie A. longipes apresentou um padrão de crescimento diferente, tanto os machos quanto as fêmeas apresentaram crescimento alométrico positivo nas relações CC vs. LC CC vs. LA e CC vs. LQd e negativo em CC vs. CQd. As fêmeas ovígeras apresentaram crescimento alométrico positivo nas relações CC vs. LC e CC vs. LA e negativo em CC vs. LQd e CC vs. CQd. Este trabalho ampliou o conhecimento sobre a distribuição geográfica das espécies das famílias Chirostylidae, Munididae e Munidopsidae na costa do Brasil, bem como o primeiro estudo populacional das espécies M. iris e A. longipes no Brasil.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14977
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Oceanografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissetação_Aurinete_Negromonte.pdf2.7 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons