Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14970
Title: Normas, crenças e atitudes sobre amamentar entre Mães de Pretermos do Método Canguru
Other Titles: Normas, crenças e atitudes sobre amamentar entre Mães de Pretermos do Método Canguru
Authors: BARBOZA, Patrícia Gomes
Keywords: Psicologia cognitiva;Maternidade;Amamentação;Intenção;Prematuros
Issue Date: 26-Feb-2015
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
Abstract: A compreensão do fenômeno amamentar perpassa por aspectos subjetivos intrínsecos e extrínsecos às mulheres-mães que precisam ser respaldados de forma objetiva pelos que lidam com saúde no sentido amplo. Afinal, a maternagem é aprendida e requer atenção e cuidado singulares. Cada mãe é um ser único com deveres, mas também, com direitos. Destarte, este estudo teve como objetivo geral Investigar os fatores preditores (normas, crenças e atitudes) de amamentar ou não e manter ou não a amamentação em uma amostra de mães de crianças pré-termos em hospitais com a Unidade de Cuidados Intermediários Canguru (UCINCa) e sem a UCINCa. E como objetivos específicos: (i) Analisar os preditores e a intenção comportamental das mães de pré-termos de amamentar ou não e manter ou não a amamentação; (ii) Avaliar as normas, crenças e atitudes da intenção comportamental das mães em amamentar ou não e manter a amamentação de crianças;(iii) Verificar a influência dos aspectos Sócio demográficos das mães em amamentar ou não e manter a amamentação de crianças. Participaram do estudo três hospitais públicos, sendo dois com a UCINCa e um controle sem a UCINCa. Para a efetivação dos objetivos, foram aplicados quatro questionários. A coleta foi realizada em duas etapas, a primeira com o questionário sobre a amamentação e com o sócio demográfico ao nascimento. E a segunda, com o sócio demográfico aos seis meses e o questionário do tipo Likert com o escopo da Teoria da Ação Racional (TAR). Para realização da pesquisa, optou-se por tomar como fundamento, de forma associada, as abordagens quantitativa e qualitativa. Os dados foram tratados através do software estatístico SPSS 13.0 (Statistical Package for the Social Sciences), o uso da Análise dos Menores Espaços (SSA) e através da Análise de Conteúdo relacionada à semântica estatística e à modalidade temática (Bardin, 2004). Os resultados demonstram que a variável intenção comportamental obteve o efeito teto, não sendo possível atingir um efeito significativo em relação às demandas estatísticas referentes à TAR. Porém, no que se refere ao Aleitamento Materno Exclusivo ao nascimento nos Hospitais com UCINCa, temos um percentual de 100% no Hospital A em relação ao Hospital B, com p 0,021.O que se inverte quando o aspecto de seguimento é observado, com 100% de acompanhamento no follow up do Hospital B em relação ao Hospital A, com percentuais similares em relação às demais categorias. E, comparando-se os três hospitais, não foram observadas associações Estatísticas significativas, com percentuais muito similares em relação às variáveis sócio econômicas. Em relação ao Controle, observamos diferenças no que se refere aos referentes, como o apoio dos companheiros e uma diversificação em relação ao uso da mídia com a introdução do rádio e revistas. Porém, a intenção comportamental nos Hospitais com a UCINCa reforçam o AME tanto em relação às Crenças Comportamentais quanto em relação às Crenças Normativas. Os resultados das avaliações quantitativa e qualitativa respaldam o Método Canguru como ferramenta importante na estruturação de lastros que podem fomentar ações dos gestores em saúde em termos de prevenção.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14970
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Psicologia Cognitiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PATRÍCIA-TESE-Versão para deposito.08 06 15.pdf1.21 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons