Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14966
Título: Impactos ambientais do prometrópole em duas localidades da bacia hidrográfica do rio Beberibe: contribuições para a sustentabilidade da vida humana
Autor(es): BAUTISTA, Diana Carolina Gómez
Palavras-chave: Gestão Ambiental; Impacto ambiental - avaliação; Habitação; Política habitacional; Sustentabilidade e meio ambiente; Beberibe, Rio (PE)
Data do documento: 23-Fev-2015
Editor: UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
Resumo: A dinâmica urbana nas cidades brasileiras tem criado e acelerado processos de fragmentação socioespacial e crescentes desigualdades, gerando uma série de problemas sociais, ambientais, políticos e econômicos. Esta problemática se manifesta pela lógica do desenvolvimento geográfico desigual, que varia de graus de intensidade de uma cidade a outra, em função de especificidades territoriais. Nesse contexto, as populações de baixa renda apresentam maior precariedade quanto às condições habitacionais, de emprego, transporte, educação, saúde e serviços públicos como saneamento básico, água potável, dentre outros. A ideia desta pesquisa centrou-se em avaliar os impactos ambientais do Programa de Infraestrutura em Áreas de Baixa Renda da Região Metropolitana do Recife (PROMETRÓPOLE) do Governo do Estado de Pernambuco, em termos da promoção da qualidade de vida e do bem-estar, como condições essenciais à sustentabilidade ambiental nas localidades Saramandaia e favela Arco-íris situadas às margens do Rio Beberibe no município de Recife. Para alcançar esse objetivo, a pesquisa empregou como método de abordagem o materialismo histórico-dialético, associando-se à abordagem da totalidade complexa, compreendendo a necessidade de observar o fenômeno do desenvolvimento urbano como questões históricas marcadas pelas contradições da relação entre sociedade e natureza e sua complexidade. Como procedimentos metodológicos, utilizou-se a técnica da triangulação de dados, além de entrevistas semiestruturadas, registros fotográficos, revisão bibliográfica e, como apoio na análise da informação, considerou-se procedimentos da análise de conteúdo, apoiado no software Iramuteq, procedimentos que revelaram as condições de vida da população no referente à habitabilidade, qualidade de vida e sustentabilidade ambiental que o Programa está perseguindo. Assim dentro dos principais achados na pesquisa ressalta-se que o PROMÉTROPOLE mitigou alguns problemas inerentes às condições de vida das pessoas residentes em Saramandaia e indiretamente na favela Arco-íris. No entanto, continua como uma política pública incipiente e limitada à questão de estrutura física e fragilizada na dimensão social, econômica e ambiental, uma vez que, ainda não consegue promover a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas, condições essenciais ao desenvolvimento sustentável.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14966
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento e Meio Ambiente

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Diana Gomez dissertação.pdf9,25 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons