Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14955
Título: A gestão do patrimônio cultural universitário e a implantação do memorial da engenharia em Pernambuco (2006-2014)
Autor(es): Silva, Patrícia Maria Cabral de Araújo
Palavras-chave: Administração pública; Patrimônio cultural; Engenharia
Data do documento: 26-Fev-2015
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A pesquisa buscou analisar a gestão do patrimônio cultural universitário e a implantação do Memorial da Engenharia em Pernambuco, exemplar do patrimônio cultural da Universidade Federal de Pernambuco, sob a perspectiva da gestão pública, no período de 2006 a 2014. A pergunta central que direcionou o estudo foi: o processo de implantação do Memorial da Engenharia em Pernambuco está pautado em aspectos relevantes para a gestão pública, levando em conta o diálogo com a comunidade universitária e contribuindo para a preservação do patrimônio cultural universitário? A instituição de museus, memoriais e centros culturais, no âmbito da administração pública, é um exercício da gestão pública, especificamente da gestão do patrimônio cultural. Como estamos tratando de um memorial dedicado à engenharia vinculado a uma universidade, a pesquisa busca esclarecer o que seriam memoriais, embora não exista uma definição unânime sobre o assunto, e a importância deste, especificamente, na preservação do patrimônio cultural da universidade. Memoriais seriam espaços que destacam a origem e foco das instituições a que estão relacionados e têm um conceito muito próximo ao de museus. Neste aspecto, o Memorial da Engenharia em Pernambuco pretende funcionar como uma entidade de natureza histórica, educativa, cultural e tecnológica. Do ponto de vista metodológico, utilizamos como princípios norteadores a pesquisa qualitativa, de campo, documental e bibliográfica. Os instrumentais da pesquisa se basearam em entrevistas semiestruturadas com os docentes/gestores envolvidos com o projeto e entrevistas estruturadas com os alunos de engenharia do Centro de Tecnologia e Geociências (mediante o preenchimento de questionários). Os resultados obtidos apontam que, embora o Memorial da Engenharia já exista no plano institucional, ainda está encontrando obstáculos/entraves ao seu pleno funcionamento devido a questões de ordem burocrática e falta de recursos e que a inexistência de um planejamento estratégico é uma lacuna que vem contribuindo neste sentido. Também ficou demonstrado que, significativa parte da comunidade universitária do Centro de Tecnologia e Geociências, onde ficam localizados os cursos de engenharia, não está ciente desta iniciativa e nem foi ouvida nesse processo, haja vista serem os potenciais usufruidores deste equipamento cultural, exemplar do patrimônio cultural universitário.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14955
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Gestão Pública para o Desenvolvimento do Nordeste

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO PATRICIA MARIA CABRAL DE ARAUJO 2015.pdf3,53 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons