Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14929
Título: Reflex: a graph-based model for declarative business processes
Autor(es): CARVALHO, Renata Medeiros de
Palavras-chave: Ciência da computação; Negócios – Programa de computador
Data do documento: 13-Mar-2015
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Processos de Negócio Declarativos oferecem mais flexibilidade a processos de negócios pelo uso de regras. Tais regras de negócio descrevem o que deve ou não ser feito durante a execução do processo, mas não especifica como. Para experimentar os benefícios desta abordagem de modelagem, as empresas precisam utilizar uma engine de regras capaz de checar as regras e guiar o usuário durante a execução do processo. As engines de regras disponíveis apresentam várias limitações que impedem seu uso para esta aplicação. Em especial, a conhecida abordagem que emprega Lógica Temporal (Linear Temporal Logic - LTL) tem a desvantagem do problema de explosão do espaço de estados à medida que o modelo do processo cresce. Este trabalho propõe uma nova modelagem de regras baseada em grafos, chamada REFlex, que não compartilha os problemas apresentados pelos outros trabalhos, sendo mais adequada para modelar processos de negócios declarativos do que as técnicas atualmente utilizadas. Para complementar a notação existente que representa atividades e regras no REFlex, foi introduzida a ideia de condições de existência, que permite a definição de regras dependente de dados. Isso não altera o fluxo semântico ou a abordagem sintática da modelagem. Tais condições de existência provêm poder expressivo para processos de negócio declarativos. Neste trabalho, é apresentado o modelo de especificação formal do REFlex utilizando a linguagem Alloy, descrevendo como ela representa o processo de negócio como um grafo e como esse grafo é modelado e atualizado. É introduzido um mecanisno de vivacidade do processo. A conceitualização desse mecanismo foi possível devido à habilidade do Alloy de prover não apenas as situações de impasse mas também o caminho descrevendo como essas situações foram atingidas. Então, esse mecanismo de vivacidade cria as condições necessárias para guiar/controlar as escolhas do usuário, previnindo-o de guiar o processo erroneamente para tais situações de impasse.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14929
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese Renata medeiros.pdf1,83 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons