Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1466
Title: Inovação tecnológica baseada na produção de biopolímero com viabilidade para inoculante rizobiano
Authors: do Carmo Silva Barreto, Maria
Keywords: Exopolissacarídeos (EPS); Reologia; Rizóbio
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: do Carmo Silva Barreto, Maria; Luiz de Lima Filho, José. Inovação tecnológica baseada na produção de biopolímero com viabilidade para inoculante rizobiano. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: Os biopolímeros polissacarídicos de origem microbiana, sintetizados por bactérias, fungos e leveduras são também conhecidos como goma devido a sua capacidade de formar soluções viscosas e géis em meio aquoso. A produção de exopolissacarídeos (EPS) microbianos tem sido objeto de intensa pesquisa, tendo em vista seu elevado potencial de aplicação em diferentes setores. No entanto os polissacarídeos sintetizados por bactérias do grupo Rhizobium, tem sido estudados na tentativa de melhor compreender sua participação na simbiose leguminosa X Rhizobium, uma vez que estes biopolímeros parecem ser determinantes da especificidade simbiótica, entretanto a precisa função destas moléculas ainda está sendo investigada. No processo de produção e viscosidade de polissacarídeo a ser obtido, deve-se considerar desde o microrganismo em estudo até a determinação dos parâmetros de agitação, tempo de incubação, excesso ou ausência de carboidratos e volume de inoculo, onde se destaca o meio de produção e sua influência na síntese, no rendimento e na composição dos EPS. O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção e viscosidade de biopolímeros obtidos de 8 isolados de Rhizobium sp. comparados com a estirpe padrão Rhizobium tropici (CIAT 899) em diferentes tempos de cultivo. O biopolímero foi obtido através de agitação, em incubador agitador. As condições foram: 28 °C, 200 rpm por 96 e 168 horas em meio YM modificado. Foram avaliados: a produção, pela massa seca da solução aquosa dos biopolímeros a 2,5 % (v/v) através da técnica da massa seca e após a secagem do produto foi realizada em dissecador à temperatura de 30 °C, até massa constante. Para medidas de viscosidade, as amostras foram determinadas em viscosímetro rotacional Brookfield (modelo RVT, Spindle 1) a 20 °C, a diferentes taxas de cisalhamento. Os resultados mostraram que os isolados no tempo de fermentação de 168 horas apresentou maior produção de EPS. Com o aumento do tempo também houve um aumento da viscosidade para todos os isolados
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1466
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1535_1.pdf1.32 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.