Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1412
Title: Biodegradabilidade de querosene de aviação movimentado pelo Terminal Portuário de Suape - PE
Authors: de Barros Gomes, Edelvio
Keywords: Biodegradabilidade; Querosene
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Barros Gomes, Edelvio; de Fátima Vieira de Queiroz Souza, Maria. Biodegradabilidade de querosene de aviação movimentado pelo Terminal Portuário de Suape - PE. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia de Produtos Bioativos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo investigar a degradação do querosene de aviação (QAV) movimentado pelo terminal portuário de Suape PE, por isolados bacterianos autóctones. Oito linhagens (B1, B2, B3, B4, B5, B6, B7 e B8), isoladas de amostras de solo contaminado por petroderivados, provenientes da região da Lagoa da Barra, Suape - PE, e uma linhagem de Pseudomonas aeruginosa DAUFPE 39, proveniente de coleção, foram utilizadas. Culturas puras e mistas foram selecionadas quanto ao seu potencial degradador utilizando-se a técnica do indicador 2,6 Diclorofenol indofenol através da verificação da ocorrência de oxidação biológica, indicada pela mudança na coloração do meio de Büshnell-Haas (BH) em frascos de 250mL. As culturas selecionadas foram aclimatadas em frascos de 500mL por 12 dias em concentrações crescentes de QAV variando de 1 a 15%, e utilizando-se a relação C:N de 200:1 (bioestímulo N1) e de 50:1 (bioestímulo N2), em meio de BH modificado. Ensaios de biodegradação com 15% de querosene em frascos de 2800mL, foram realizados, submetendo-se as culturas selecionadas às mesmas condições anteriores, por 60 dias. A cultura pura B6, e as culturas mistas B6B5, B6B7, B6B4 e B4B5B6B7 foram as selecionadas na etapa inicial. O bioestímulo N2 promoveu uma maior degradação do combustível pelas culturas puras e mistas do que o bioestímulo N1. Quanto à avaliação da biodegradabilidade, a cultura pura B6 apresentou os maiores percentuais de redução dos nove constituintes analisados do querosene. A linhagem de Pseudomonas aeruginosa DAUFPE 39, apresentou grande capacidade adaptativa à fonte de carbono, podendo ser utilizada como cultura alóctone em estudos de biodegradabilidade envolvendo bioaumento
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1412
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Biotecnologia Industrial

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4435_1.pdf3.14 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.