Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14119
Título: Estudo comparativo entre instituições de longa permanência para idosos na cidade do Recife sob foco da ergonomia do ambiente construído
Autor(es): PORTO, Nara Raquel Silva
Palavras-chave: Ambiente Construído; Idosos; Instituições de longa permanência
Data do documento: 10-Fev-2015
Resumo: No Brasil, a atenção ao envelhecimento deixou de ser apenas uma preocupação das áreas da saúde e socioeconômica, passando a incluir as diferentes ciências, pelas necessidades e exigências do mundo que envelhece, considerando-se o meio em que vivem os idosos, seja o espaço público ou seu domicílio. O surgimento de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI´s), os antigos asilos, é uma necessidade cada vez mais presente nesta sociedade envelhecida, que têm a finalidade de proporcionar moradia coletiva em um ambiente seguro, adaptado e com assistência gerontogeriátrica. Inserido nesse panorama, este trabalho integra-se a uma pesquisa mais ampla, que cuida de avaliar e entender as relações humano-ambiente-atividades, quando este humano é uma pessoa idosa e o ambiente é uma residência coletiva destinada a essa população. Nessa perspectiva, e tendo como suporte a ergonomia aplicada ao ambiente construído, este trabalho cuidou em um primeiro momento de investigar uma instituição de longa permanência para Idosos de alto padrão e no segundo momento realizou a comparação do presente estudo com as cinco casas já investigadas pelo grupo de pesquisa, que foram duas públicas, duas particulares e uma filantrópica, podendo assim investigar em que medida o custo de utilização pago pelos usuários residentes influenciam na qualidade das instituições em relação à conforto e adequação às normas e legislações. Tratando-se de um estudo do tipo qualitativo, que utilizou como metodologia de avaliação da Instituição de Longa permanência de alto padrão a Metodologia Ergonômica do Ambiente Construído (MEAC), desenvolvendo uma abordagem ergonômica a fim de entender, avaliar e modificar o ambiente e a interação contínua com seu usuário. Foram identificadas inadequações quanto às normas de conforto ambiental, dimensionamento e acessibilidade na Instituição pesquisada, e quando comparada as outras instituições pesquisadas pelo grupo, percebe-se que o não cumprimento ás normas é uma constante, não estando relacionada a condições financeiras da instituição e sim a falta de informação quanto à importância da ergonomia e o cumprimento da legislação.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14119
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ergonomia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Nara+Porto-+VERSÃO+FINAL-MESTRADO+ERGONOMIA+2015.1.compressed.pdf2,27 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons