Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1411
Title: Síndrome hepatopulmonar em cirróticos inscritos em lista de transplante de fígado
Authors: Gonçalves de Macêdo, Liana
Keywords: Síndrome hepatopulmonar; Transplante de fígado; Ccirrose; Hipertensão portal; MELD; Ecocardiografia, Modelo experimental
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Gonçalves de Macêdo, Liana; de Fátima Pessoa Militão de Albuquerque, Maria. Síndrome hepatopulmonar em cirróticos inscritos em lista de transplante de fígado. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: A síndrome hepatopulmonar (SHP) é considerada complicação freqüente em pacientes com doença hepática avançada(1), havendo descrições variadas de sua ocorrência, desde 4%(2) até 32%, em cirróticos candidatos ao transplante (Tx) de fígado(3-8). Seu diagnóstico se baseia na presença de três critérios: dilatações vasculares intrapulmonares (DVIP), anormalidades na oxigenação e doença hepática(9), em geral cirrótica. É questionado se a presença de hipertensão portal (HP), ainda que na ausência de cirrose, pode desencadear a síndrome(1). As teorias sobre a sua etiologia permanecem especulativas, apesar de estudos experimentais sugerirem a associação de alguns fatores, como o aumento na produção de substâncias vasodilatadoras(10,11), a falha na auto-regulação dos mecanismos de vasoconstricção e vasodilatação pulmonar(12), o papel da translocação bacteriana e endotoxemia(13), além de possível remodelamento estrutural da microvasculatura pulmonar(14,15), aliado a uma provável predisposição genética(1). Devemos salientar a importância do seu diagnóstico nos candidatos ao transplante (Tx) de fígado, já que sua presença interfere negativamente no prognóstico dos pacientes(16), que passam a ter prioridade pelo enxerto(17, 18). O Tx hepático vem sendo considerado o único tratamento que oferece mudança na evolução natural da SHP, tornando a sobrevida pós-transplante semelhante à dos pacientes que não desenvolveram a síndrome(19). Considerando-se a relevância que a SHP apresenta na população de candidatos ao Tx de fígado e a necessidade de investigação desta síndrome nos pacientes em lista de espera pelo enxerto, realizou-se durante o ano de 2007, estudo sobre a ocorrência da SHP nos pacientes inscritos no ambulatório de Tx de Fígado do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HC-UFPE). Desta pesquisa resultaram dois artigos que compõem esta dissertação de mestrado. O primeiro deles consta de uma revisão da literatura sobre o tema síndrome hepatopulmonar. Para tanto se buscaram no banco de dados MEDLINE e SciELO, os artigos publicados no período de janeiro de 2002 a dezembro de 2007, envolvendo adultos, escritos em idioma inglês e português, que apresentassem no título ou no texto o termo síndrome hepatopulmonar isolado ou associado aos termos transplante de fígado, cirrose, hipertensão portal, MELD, ecocardiografia, modelo experimental, diagnóstico, prevalência e mortalidade. Encontraram-se 82 descrições, das quais, 42 foram excluídas: 36 relatos de caso, 5 indisponíveis para consulta por meio eletrônico ou impresso e 1 por não descrever adequadamente aspectos metodológicos, restando, portanto, 40 artigos. Para a definição de aspectos conceituais, foram também utilizados livros-texto e artigos citados nas referências obtidas na revisão, e para o emprego das normas legais foram pesquisadas as páginas de instituições nacionais e internacionais na Internet, perfazendo um total de 95 referências. O segundo artigo, original, configura-se em estudo sobre a ocorrência da SHP em cirróticos candidatos ao Tx de fígado no HC-UFPE, realizado no período de janeiro a novembro de 2007, com desenho do tipo série de casos com grupos de comparação interna. Tem como objetivo principal verificar a ocorrência da SHP na população estudada e como objetivos secundários descrever as características demográficas, clínicas e de exames complementares, bem como a classificação da doença hepática por Child-Pugh e MELD, além de comparar estas características descritas nos grupos com e sem SHP
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1411
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2025_1.pdf1.21 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.