Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14064
Título: Discurso do sistema tecnológico PORTOMÍDIA: um estudo no campo da economia criativa e artes digitais
Autor(es): Marçal, Maria Christianni Coutinho
Palavras-chave: Construção social da tecnologia; Teoria do discurso; Economia criativa; Pós-estruturalismo
Data do documento: 25-Set-2014
Resumo: Este estudo objetiva compreender, sob uma perspectiva pós-estruturalista, as relações existentes entre tecnologia e sociedade. Para tal, utilizamos o aporte teórico-metodológico da construção social da tecnologia e da teoria do discurso de Laclau e Mouffe (1985). O campo empírico da pesquisa foi o sistema tecnológico Portomídia, que está situado na problemática teórica que envolve os limites expostos pela sociedade técnico-científica, e a racionalidade instrumental disseminada pelo determinismo tecnológico que a envolve, e pelo fenômeno que intitulamos de “tecnologização do cotidiano”. O sistema é portador de um discurso que o insere no campo da Economia Criativa e das artes digitais que protagoniza tensões presente na lógica do mercado e que caracterizamos nesse estudo como embates entre as fronteiras que delimitam e ao mesmo tempo fundem a “tecnologização da cultura” e a “culturalização da tecnologia”. Utilizamos como inspiração metodológica para esse estudo a retrodução e os conceitos de lógica social, política e fantasmática de Glynos e Howarth (2007) com o objetivo de identificar as estratégias de construção do discurso Portomídia a partir dos sujeitos que o constituíram. As análises indicam que o discurso em estudo expressa sentidos que oscilam entre posições discursivas deterministas caracterizadas pelo enaltecimento da tecnologia e do conhecimento científico como sendo provedores e determinantes de mudanças sociais; e construcionistas que “abrem a caixa preta” das tecnologias enfatizando os processos políticos e apontando para inserção de novos elementos discursivos que expandem a cadeia equivalencial e a formação de significantes vazios que aglutinam sentidos em torno do seu significado.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14064
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Administração

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE Maria Christianni Coutinho Marçal.pdf2.37 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons