Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14020
Título: Go!SIP: Um Framework de privacidade para cidades inteligentes baseado em pessoas como sensores
Autor(es): SILVA, Welington Manoel da
Palavras-chave: Cidades inteligentes; Privacidade; Framework; Pessoas como sensores
Data do documento: 25-Ago-2014
Resumo: O crescimento desenfreado da população nos centros urbanos afeta diretamente a provisão de serviços concebidos para suprir às necessidades dos cidadãos. Com isso, academia e na indústria discutem que, grande parte das cidades, não contam com serviços básicos (como transporte, energia elétrica, água, saneamento básico, saúde pública, educação, segurança pública, etc.) devidamente preparados para suportar tamanho crescimento, nem mesmo possuem a infraestrutura necessária para gerenciar suas consequências. Neste cenário se estabelece o conceito de Cidades Inteligentes, empregando Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) para solucionar ou minimizar problemas no âmbito urbano ligados à provisão de serviços, processando dados coletados de entidades imersas neste contexto, a fim de que se entenda a dinâmica de funcionamento da cidade, permitindo compreender os problemas, identificar falhas, propor e implementar soluções e melhorias, adequadas à sua realidade, visando melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. Dentre os dados coletados para o propósito citado, vindo de sensores instalados no ambiente, de dispositivos móveis, etc., existe uma quantidade significativa de dados pessoais, que podem ser analisados e combinados - divergindo do objetivo inicial - gerando situações que comprometam a privacidade individual. Com as informações geradas a partir deste processo, organizações privadas e públicas podem beneficiar-se, explorando as necessidades dos indivíduos monitorados ao deter mais informação e conhecimento sobre o indivíduo do que ele próprio. Este panorama reflete a forma como nossos dados são predominantemente tratados atualmente, configurando um paradigma centrado em dados, no qual o indivíduo, seus direitos e preferências são mantidos em segundo plano. Considerando esse contexto, este trabalho realiza um estudo sobre propostas de privacidade para diversos domínios inteligentes, entendidos como peças essenciais na composição de Cidades Inteligente, extraindo os requisitos abordados por esses trabalhos, utéis na construção do Go!SIP, um framework de privacidade para Pessoas como Sensores. A implementação dos requisitos selecionados para avaliação fundamentou-se em uma abordagem quantitativa, baseada na hipótese de que essa abordagem facilita a compreensão do indivíduo, deixando-o ciente dos riscos, e menos propenso a expor seus dados pessoais. Para execução da avaliação utilizou-se o formato de Estudo de Caso, através de storytelling e um gamebook interativo, simulando diferentes cenários de exposição de dados em um ambiente urbano. A abordagem quantitativa de implementação dos requisitos mostrou-se favorável à hipótese inicial, repelindo os usuários das situações que requeriam exposição de suas informações pessoais, demonstrando, dentro das restrições estabelecidas, o potencial da proposta.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14020
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
wms-dissertation-final.pdf4,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons