Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14013
Título: Punir, recuperar, lucrar : o trabalho penal na casa de detenção do Recife (1862-1879)
Autor(es): ALBUQUERQUE NETO, Flávio de Sá Cavalcanti
Palavras-chave: Prisões; Trabalho; Recife; Século XIX
Data do documento: 5-Mar-2015
Resumo: Esta tese tem por objetivo geral é analisar a questão do trabalho penal no Recife oitocentista, a partir da experiência das oficinas de trabalho na Casa de Detenção, na década de 1860. Assim, nos focaremos no período de funcionamento das oficinas de trabalho montadas pelo administrador da Casa de Detenção Rufino Augusto de Almeida (1861-1869) e nos momentos em que o legislativo provincial tratou, na década seguinte, a questão do trabalho nesta instituição e seu significado e importância para os presos e para os cofres públicos. Esta proposta dialoga com a atual historiografia brasileira sobre as prisões e prisioneiros que, atualmente, se dedicam a estudos baseados não apenas em fontes produzidas apenas no cotidiano institucional, nem se detém a uma abordagem meramente burocrática, voltando-se à dimensão mais humana na CDR, a partir do momento que lançamos nossos olhares para o trabalho e os trabalhadores que se dedicavam aos mais diversos ofícios, bem como a aspectos do dia a dia da sua vida encarcerada. Vale destacar que a questão do trabalho penal no seio da sociedade escravista brasileira no século XIX ainda não foi devidamente debatida pelos historiadores das prisões do Brasil, e nisso reside a justificativa historiográfica desta pesquisa.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14013
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - História

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese DO História - Flavio de Sá C. A. Neto.pdf3,38 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons