Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13978
Título: Repensando o telejornalismo a partir da digitalização da TV: em busca de formatos interativos
Autor(es): PEREIRA, Lívia Cirne de Azevêdo
Palavras-chave: Digitalização da televisão; Telejornalismo; Telejornalismo interativo; Interatividade; Aplicativos interativos; TV digital
Data do documento: 30-Mai-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A digitalização tem provocado inovações significativas na tecnologia, nas práticas sociais e nos processos de produção de sentido da televisão. Tais mudanças sugerem a reconfiguração de seus formatos e suas linguagens em função de três propriedades principais: a convergência, a interatividade e a appficação (um fenômeno orientado pelo desenvolvimento e consumo de aplicativos interativos). Nesse novo cenário, o consumidor de conteúdos televisivos tanto tem a possibilidade de interagir por meio de aplicativos disponíveis no próprio televisor quanto por outras plataformas a ele integradas. Com isso, os gêneros televisuais são desafiados a produzir conteúdos multiplataformas, interativos e convergentes, como é o caso dos telejornais. Frente a essas transformações da TV, os telejornais brasileiros adotam novas práticas interacionais, apelam para uma linguagem mais conversacional, propõem espaços de participação, oferecem narrativas que se desdobram ou informações complementares em outras mídias. Mas poucos lançaram aplicativos interativos para TV digital (TVD). Levando em consideração o contexto de implantação e configuração da TVD em nosso País, o presente trabalho assume um enfoque propositivo e aponta perspectivas para o telejornalismo brasileiro. A prescrição dessas novas ideias se orienta por uma abordagem teórica de natureza crítico-interpretativa, a partir do mapeamento e da análise de aplicações articuladas aos conteúdos de telejornais que estiveram ou estão em operação na Europa, continente onde os sistemas tecnológicos adotados mais privilegiaram o desenvolvimento de protótipos interativos de TV digital. Com base nesse levantamento, a investigação propõe ainda uma categorização em função das potencialidades dos serviços (complementares e suplementares) e dos tipos de interatividade (direta ou indireta). A presente pesquisa se apoia em estudos do jornalismo, da convergência midiática, das linguagens audiovisuais, na coleta empírica de dados do cenário europeu e brasileiro de produção televisiva, bem como em experiências em laboratórios que trabalham com tecnologias da comunicação e informação.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13978
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Comunicação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE Livia Cirne de Azevedo Pereira.pdf8,87 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons