Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13971
Título: Motivação e games: o uso do jogo Angry Birds com estudantes para o ensino de física
Autor(es): Câmara, Bárbara Bezerra Arruda
Palavras-chave: Psicologia cognitiva; Jogos; Angry Birds; Teoria de Metas de Realização
Data do documento: 31-Mar-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Os jogos fazem parte do cotidiano humano. Aos jogos cabe a diversão, a ludicidade, a estimulação para a construção de conhecimentos, por isso eles fascinam crianças, jovens e adultos. A tecnologia possibilita avanços nos jogos e desenvolve o interesse em agregá-los nos contextos educacionais devido sua influência no cotidiano de crianças e jovens. Os jogos educacionais foram elaborados visando a facilitação da aprendizagem e são embasados teoricamente por questões pedagógicas. No entanto, muitas vezes, os conteúdos que são abordados por eles perdem a diversão, o desafio, as possibilidades de descobertas, fatores essenciais para motivar o aluno. Os jogos digitais não foram desenvolvidos visando objetivos educacionais, mas podem apresentar possibilidades educativas, assim, as novas demandas escolares apontam a necessidade do uso de jogos digitais neste contexto com o intuito de possibilitar uma nova forma de aprender que motiva e envolve mais o discente. A motivação no campo educacional é considerada essencial para favorecer a aprendizagem dos alunos. Nesta pesquisa, ela é estudada a partir da Teoria de Metas de Realização. Essa teoria aponta dois tipos de metas: Aprender e Performance. A meta Aprender é associada ao bom desempenho, à manutenção da atenção, ao interesse em sala de aula; a meta Performance pode ser associada a aspectos positivos como persistência e esforço (Meta Performance Aproximação) e a aspectos negativos como medo do fracasso e ansiedade (Meta Performance Evitação). Entendendo a importância que os jogos representam como estimuladores do desenvolvimento dos indivíduos e como meio para motivar o aluno, facilitando a aprendizagem, este estudo pretende investigar a possibilidade da utilização do jogo Angry Birds como meio para motivar os alunos pelo processo de ensino-aprendizagem da disciplina de Física. Assim, participaram desta pesquisa 21 alunos do nono ano de uma Escola Pública de João Pessoa. O método consistiu na elaboração de aulas em que houvesse a união dos conteúdos programáticos da disciplina e o jogo. Posteriormente foi aplicado a Escala de Motivação para Aprendizagem (EMAPRE) com o intuito de verificar a motivação discente. As aulas foram ministradas a partir das relações entre o jogo e os conteúdos, favorecendo momentos em que os alunos pudessem construir e verificar seus conhecimentos jogando o Angry Birds. Por fim, houve a reaplicação da EMAPRE com o intuito de verificar a motivação dos alunos após as aulas. Os resultados quantitativos apontaram aumento significativo na motivação dos estudantes e diminuição do comportamento de evitação em sala de aula. Os resultados demonstraram um aumento do interesse discente pelas aulas e pelo processo de aprendizagem, apontando uma maior motivação para este processo. Os resultados positivos desta pesquisa demonstram a necessidade de um maior interesse dos educadores pela inclusão dos jogos eletrônicos na escola porque é uma possibilidade de aproximar o ensino ao contexto dos discentes, tornando a educação algo interessante, desafiadora e prazerosa.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13971
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Psicologia Cognitiva

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Barbara Bezerra Arruda Camara.pdf1,46 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons